Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há mar em mim

4. Às quintas viajamos...

Às quintas viajamos...como já vem sendo habitual aqui no Há mar em mim, afinal esta rubrica já vai na sua quarta semana. :)

Preparados para mais uma viagem? Mais uma aventura? Então vamos lá...

(Imagem aqui)

A nossa convidada de hoje é autora de um blog onde reina a boa disposição e se há característica que ela não tem qualquer problema em partilhar connosco é a sua dependência (saudável) por séries, já que acompanha, nada mais, nada menos, que umas 30.

Sabem de quem se trata? É A Hipster Chique, pois claro. Fiquem atentos porque ela anda a "cozinhar" um livro e, mais dia, menos dia, teremos novidades.

Vamos lá descobrir onde ela nos vai levar...

Ciao,

 Fui a Roma e a convite da C.S. vou contar-vos como correu o que para mim foi a viagem que mais me marcou até hoje.

Esta viagem aconteceu de 29 de Dezembro a 2 de Janeiro e acompanhou a passagem de ano de 2014 para 2015. Não sei onde se encontram muitas das fotos e a minha memória pode não estar no seu melhor, mas espero que gostem desta minha aventura.

 

Até este momento apenas tinha saído de Portugal quando ainda era inocente e achava que ir a Santiago de Compostela era como ir ao Brasil e para ir a Bristol, a minha primeira viagem de avião. Ou seja, ainda entrei a medo no avião para Roma e preocupada de não ter deixado o testamento feito e com isso os meus tazos do Pokemon iriam parar às mãos erradas!

Mas entrei, eu e dois amigos rumo a Roma, Itália... a cidade que escrita ao contrário é Amor.

 

Cheguei a Roma e reparei logo no ar e desconfiei que tinha aterrado na Sibéria porque gelei até ao fígado, reparei também nos cheiros e nas pessoas mas não de uma maneira sociopata. Sem dúvida estava noutro país.

Apanhámos um táxi, malas no hotel e fomos ao ataque da cultura daquela cidade. Imediatamente percebi que talvez não tivesse levado o melhor calçado para aquela cidade, porque quem vai a Roma tem de caminhar e muito, porque só assim se consegue conhecer a cidade e aconselho uns bons ténis de caminhada e não uns All-Star, os meus pobres All-Star...

Sem rumo começamos a nossa caminhada, sem mapa e a primeira paragem foi... no McDonald’s. Estavamos com fome! Seguindo...

Neste primeiro dia apenas fizemos reconhecimento e visitamos algumas ruas mais idiomáticas e como é óbvio, fomos jantar PASTA!

1.jpg

 

No segundo dia o Coliseu e o Fórum Romano estavam em primeiro plano e mais uma vez tudo foi feito a pé. Desde o hotel ao Coliseu andamos uns 40 minutos, mas valeu a pena.

Havia filas, claro, mas nada do outro mundo. Lá dentro, a conversa era outra...

2.jpg

 

3.jpg

 

Sabendo de tudo o que se passou dentro do Coliseu há muitos anos atrás tornou a visita ainda mais prazerosa. O ambiente é poderoso!

Demorou um dia inteiro de visita porque quisemos ver tudo ao pormenor. Almoçamos uma pizza e um vinho italino fantástico num restaurante perto do Coliseu e de tarde fomos à descoberta do Fórum Romano.

 

O Fórum, o centro da antiga vida pública romana é uma óptima visita e um local de grande história, mesmo que mais de metade sejam ruínas e outra metade obras.

Contudo deu para absorver a energia histórica do local e o percurso torna a visita mais interessante.

4.jpg

 

No mesmo dia, mais uma caminhada e queríamos ver a Fontana Di Trevi e ficamos só pelo querer porque estava em obras. É que nem para uma foto dava.

Decidimos jantar lá num restaurante pequenino e característico e fomos experimentar Limoncello, a bebida dos Deuses!!

 

Para o último dia do ano, Vaticano era o destino e mais uma vez, a pé. Nesta altura os meus All-Stars já pediam morte assistida.

A caminhada foi bem longa, mas o sentimento de paz que senti quando lá cheguei fez a caminhada valer cada segundo. Estava um dia de sol e tudo estava brilhante, lindo mesmo. Nem quis tirar muitas fotos, apreciei apenas.

5.jpg

A Capela Sistina é de cair o queixo, a Basílica de São Pedro ainda melhor e a praça mais aquele longo passeio até ao Castelo de Santo Ângelo é impressionante.

Impressionante também eram os preços das lojinhas do Vaticano... por um terço eu tinha de ir vender óvulos e voltar para comprar e provavelmente ainda ficar a dever. E eu que só queria uma prendinha para a minha madrinha. Enfim, levou com um íman para o frigorífico.

Ainda deu tempo para irmos ao Castelo de Santo Ângelo, mas não sei onde foram parar as fotos que tirei, mas fui mesmo até ao cimo e vi o rio e uma das paisagens mais bonitas de sempre.

De volta a Roma, a pé e já com uma sensação estranha no fundo do ténis fomos para o hotel descansar um pouco.

O veredicto foi duas bolhas de sangue e um par de ténis muito zangado comigo por sinal.

Há noite fomos para a passagem de ano no Coliseu e apenas vos digo que foi a mais bonita que alguma vez assisti! Passou a meia noite e acabamos no Hard Rock Café Roma e pouco ou nada me lembro, mas sei que foi a melhor noite da minha vida.

6.jpg

No dia 1 de Janeiro de 2015 eu só tentei sobreviver a uma ressaca miserável. Estava tudo fechado, pagamos os olhos da cara por um lanche e só queríamos que o tempo passasse. Jantamos num local bem fino e quando pedi um bife recebi isto como insulto...

7.jpg

Mataram uma vaquinha para isto?! Que horror! Caso será para dizer que seguimos para um tasco em busca da maior lasanha já comida pelo homem! E encontramos.

 

Ainda tentámos passar pelo Panteão, mas só deu para uma foto.

8.jpg

Nessa noite fomos à despedida no Hard Rock e a tristeza já era enorme, mas havia a promessa de voltar que pretendo cumprir.

Em conclusão, sei dizer tè freddo al limone, pasta e limoncello.

 

Foi uma viagem de final feliz, menos para os meus All-Star...

 

Agradeço a oportunidade à C.S., que tem um dos blogs que mais gosto de seguir e que merece o seu devido reconhecimento.

Addio

 

Ufa! Que a rapariga fartou-se de andar! Mas é mesmo assim quando estamos em viagem, não há melhor forma de conhecer uma cidade do que andando.

O que acharam de Roma? Ficaram com vontade de conhecer ou regressar?

Eu visitei Roma durante a minha lua de mel, por isso é uma cidade onde pretendo voltar. Há tanto para ver que o tempo lá é sempre curto e, tal como a Hipster, também apanhei a Fontana Di Trevi em obras. Itália é um país belíssimo que eu quero conhecer mais e melhor.

 

Espero que tenham gostado de mais uma viagem.  Hipster, muito obrigada por aceitares o meu desafio. Venha de lá esse livro que a malta está à espera.

 

11 comentários

Comentar post