Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há mar em mim

Ainda não será desta...

Às vezes acho que na minha adolescência não vivi no Alentejo, mas sim numa bolha.

Em certos aspetos...

Já lá chego. 

Sei que isto não é uma questão de geografia. Provavelmente está mais relacionado com a humildade da família de onde provenho. 

Ir a Lisboa era algo raro.

Se o motivo fosse ir um concerto, a uma peça de teatro ou a um museu... Então, não era um motivo. Na medida em que nunca aconteceu. 

Este tipo de espetáculos não despertavam interesse lá por casa. Ouvia-se música, claro, mas não se ponderava ir à capital assistir a um concerto.

Parecia distante e caro.

Hoje escrevo-vos isto e parece-me algo estranhíssimo, mas é a mais pura verdade. 

Tenho 31 anos e nunca fui a um festival de verão.

Acreditam? Um festival daqueles que juntam muita gente e bandas de renome, sabem? Um daqueles onde toda a gente já foi?

Eu não fui.

Nos últimos anos tenho desejado ir, mas ainda não se proporcionou. 

Achei que este ano é que era. 

2018 seria o ano em que a C.S. iria a um festival de verão. 

E depois disseram que os Pearl Jam viriam ao NOS Alive. 

Ouro sobre azul.

Grande estreia.

É desta que vou!...

E depois pestanejei e todos os bilhetes tinham esgotado. 

Parece que fico em casa mais uma vez. 

Não tenho mesmo experiência em comprar bilhetes para estes grandiosos eventos...

(Imagem aqui)

 

(Eu sei que os bilhetes já esgotaram há imenso tempo, não sou assim tão ingénua. Não pensem que fui à procura de bilhetes ontem. Mas ontem é que me apeteceu escrever sobre o assunto.)

 

29 comentários

Comentar post