Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Há mar em mim

Este é um blog onde cabe um pouco de tudo. Imenso como o mar. Haverá opiniões, ideias, fotografias, textos rabiscados, será uma extensão de mim. Se chegou até aqui, detenha-se e sinta-se bem-vind@.

Há mar em mim

Este é um blog onde cabe um pouco de tudo. Imenso como o mar. Haverá opiniões, ideias, fotografias, textos rabiscados, será uma extensão de mim. Se chegou até aqui, detenha-se e sinta-se bem-vind@.

Gosto de objetos vintage

É verdade. Gosto mesmo. Mas do que eu gosto mesmo é do maravilhoso casamento que pode ocorrer, se assim o desejarmos, entre o estilo vintage e o estilo moderno. Se vocês vissem a minha casa iam compreender imediatamente do que falo. Móveis modernos, linhas simples, retas, conjugados com uma decoração pautada pelo estilo vintage.

Eu confesso que existe em mim algo de saudosista. Não que eu pense que os tempos idos é que eram bons ou que viva à espera do D. Sebastião, nada disso. Mas julgo que antigamente os objetos eram feitos com mais amor, simplesmente, porque a maioria deles era feito de forma artesanal.

Veja-se o exemplo da roupa, as roupas de hoje em dia, sobretudo as de marcas mais acessíveis, são feitas para encaixar um pouco no conceito do fast food, ou seja, são fabricadas para terem um curto prazo de vida, para que o consumidor volte a necessitar de comprar muito mais rapidamente.

Por isso os objetos vintage são tão únicos, porque não eram produzidos a pensar na globalização, mas sim na perfeição.

 

Deixo-vos aqui uma foto da minha querida bicicleta, comprei-a numa feira de velharias e o A. restaurou-a para mim, ficou como nova e é simplesmente linda. Serviu de decoração no nosso casamento e quando posso passeio-me nela, é tão bom sentir o vento na cara.

 

WP_20170226_12_38_22_Pro.jpg

 

4 comentários

Comentar post