Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há mar em mim

Isto há com cada uma...

Ontem, ao final da tarde, tive de ir a uma consulta mostrar uns exames, (estou bem, não se preocupem, nada que umas sessõzinhas de fisioterapia não resolvam...). Até aqui tudo certo, tudo normal.

Estava eu na chata tarefa da espera, olhando para o meu telemóvel, admirando as últimas do Instagram, quando alguém se aproxima de mim e me diz: "desculpe incomodar, será que me pode tirar umas fotos?". E eu levantei os olhos, vi uma senhora sorridente e lá verbalizei a palavra "claro" ao mesmo tempo que pensava: C.S., mas tu não ias ao hospital? Onde raio é que tu entraste?.

A primeira foto ficou totalmente desfocada, porque eu estava a processar informação, a tentar não deixar cair dois telemóveis (o meu e o da senhora), nem a minha mala. E a modelo lá ia dizendo "tire mais que uma, eu depois escolho", enquanto mudava de pose. Tirei umas quatro ou cinco, reparei que realmente estava no hospital, não me tinha enganado, porque o cenário que a senhora escolheu como fundo para a sessão foi uma porta branca, com um extintor ao lado, que dizia: "sala de enfermagem". Concluída a tarefa que me foi pedida, devolvi o telemóvel à sua dona, que me agradeceu novamente e foi feliz à sua vida.

Entretanto, ouço "senha k0050", era a minha e lá vou até ao balcão onde encontro duas raparigas mortas de riso que tinham estado a assistir à minha curta vida como profissional da fotografia e uma delas não se aguentou e lá disse: "isto há com cada uma" e eu fiquei a pensar que só há dois motivos para ela querer tirar fotos no hospital. Ou acabou de saber que estava grávida e quis ficar com recordação do momento ou conseguiu um emprego novo no hospital, de qualquer forma mais valia ter tirado foto no exterior, pois mesmo sendo um parque de estacionamento o céu estava de um azul lindíssimo.

 

 (Imagem aqui)

 

 

10 comentários

Comentar post