Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há mar em mim

Olá velho amigo!

Quem me costuma ler já sabe que eu tenho o privilégio de viver junto ao mar. Tenho uma praia a menos de 5 minutos de casa. Sim, eu sei, sou uma sortuda.

Eu posso ir à praia todo o ano, mesmo naqueles dias de inverno gosto de passear-me por lá, gosto de ver o mar revolto e sentir e presenciar a sua força.

Quando o tempo começa a aquecer gosto de ir até à praia e deitar-me na areia a deixar que os raios de sol me encham de vitamina D e me retirem, aos poucos, o inverno do corpo.

Mas há um dia, em todas as Primaveras, que para mim é especial. Este ano calhou ser no dia de hoje, 13 de abril. É o primeiro dia em que volto a mergulhar no mar, volto a sentir a água salgada a envolver-me e todo o meu corpo é percorrido por uma sensação de arrepio e bem-estar. Hoje, quando mergulhei sozinha pela primeira vez no ano, dei por mim a sorrir e a pensar: "Olá velho amigo, é bom reencontrar-te, nem imaginas a falta que me fazes.".

InstagramCapture_413bc22a-289d-4e72-8993-45addad45

E fui feliz. O mar faz-me feliz. Se calhar fui sereia numa outra vida.   

 

 

«Quando morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar»

Sophia de Mello Breyner Andresen

 

10 comentários

Comentar post