Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há mar em mim

há mar em mim

Desabafos de Segunda

17.06.19 | C.S.

Como é possível que vivamos a vida de um modo tão frenético, tão stressante, que às vezes damos por nós a pensar: "já estamos em junho? Como é que vim cá parar? Para onde foi o tempo entre o Natal e o presente?". 

Será isto viver no limbo?

Será isto o aproximar do estado de burnout?

Tenho memória de momentos fugazes de felicidade nos últimos meses, mas a maioria é um emaranhado de trabalho, confusão, stress, prazos, testes, reuniões, barulho ensurdecedor, gritos que não se materializam, frustrações, desilusões... 

E o tempo, traiçoeiro, vai escorrendo, fazendo troça de mim e do meu estado de semiconsciência. 

Estamos em junho. O sol já aquece. 

E eu sinto-me, ainda, perdida num labirinto coberto de nevoeiro frio e denso. 

Um frio que chega aos ossos. Em junho. 

Mas eu não baixo os braços. 

Eu não hei de desistir. 

Quero sair.

Quero muito sair!

E sei que já faltou mais. 

(Imagem aqui)

 

Tenham uma ótima semana e enviem-me muita energia positiva. Ou isso ou um bilhete de avião para um destino turístico qualquer... Tenho a certeza que será mais eficaz. 

😆😇

🙏

15 comentários

Comentar post