Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há mar em mim

há mar em mim

Desde que o ano começou, o que é que eu já vi que valha a pena recomendar?

05.02.19 | C.S.

Vocês bem sabem que eu não tenho tido muito tempo livre. É verdade, tenho-me queixado bastante e sinto alguma vergonha por isso, ainda que esteja mesmo a viver dias muito cinzentos no que toca a trabalho.

 

Contudo, aqui e ali ainda vou arranjando uns espacinhos para fazer alguma coisa que me dá prazer, como por exemplo ver filmes e séries. 

 

Já vos falei de Sex Education. A série que estreou na Netflix a 11/01 e que eu devorei em dois dias. Desde aí a coisa já viralizou e é a série in do momento. Se não viram, vejam. Vale mesmo a pena e a Netflix já nos garantiu uma 2ª temporada. 

 

Entretanto, vi A star is born. O filme que coloca Bradley Cooper e Lady Gaga nos papéis principais. Se gostei? Sim, gostei mesmo muito. Creio que o filme está feito para a Gaga brilhar, mas eu acho que o Bradleyzinho não lhe fica nada atrás. É uma história previsível? É. Mas também são 2h14 de bom cinema. E a banda sonora é completamente pegadiça. Eu gosto especialmente de Always Remember Us This Way.

 

Comecei a ver, há umas duas semanas, a série YOU, da Netflix. Diria que é uma série que nos prende ao mesmo tempo que nos causa algum mau estar, por isso creio que cumpre muito bem na categoria de série drama/suspense. 

Esta série conta-nos a história de Joe e da obsessão que ele desenvolve por Beck, uma rapariga por quem se apaixona. Mas à medida que vamos conhecendo Beck compreendemos que ela está longe de ser a rapariga angelical que no início somos levados a crer que é.

Até onde estará disposto Joe a ir para "salvar" Beck e alimentar este seu amor pouco saudável? 

(Imagem aqui)

 

Por último quero falar-vos de uma comédia dramática, também da Netflix, da qual estou a gostar bastante, trata-se de Grace & Frankie, a série que trouxe novamente para o ecrã Jane Fonda e Lily Tomlin. 

Esta série aborda, essencialmente, questões relacionadas com (a designada) 3ª idade, mas sobretudo quebra uma série de tabus, nomeadamente quanto a questões de sexualidade. 

Grace e Frankie são deixadas pelos respetivos maridos, que se apaixonam um pelo outro. Com esta nova realidade as duas mulheres ficam completamente vulneráveis e terão de se adaptar às suas novas condições. E como decidem fazê-lo? Começando uma nova amizade e indo viver juntas, pois só elas sabem as dores pelas quais estão passando. 

(Imagem aqui)

19 comentários

Comentar post