Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há mar em mim

há mar em mim

E se te apetecer dançar no meio da rua?

02.05.19 | C.S.

E se te apetecer dançar no meio da rua? Dança!

Não é por acaso que dançar e/ou beijar à chuva é um dos clichés de Hollywood. Pois, representa algo que todos temos convencionado que não se deverá fazer, (andar à chuva sem proteção, não é?). Para mim, uma cena dessas sempre representou os pequenos prazeres da vida, que tanta satisfação nos dão. Um momento de felicidade genuína. Quando os dois amantes correm para os braços um do outro sem que importem as condições climatéricas ou os olhos que os observam. Todos adoramos estas cenas, certo?

(Imagem aqui)

 

Então, porque não o fazemos mais na nossa vida? Quantas coisas deixamos de fazer por vergonha ou medo do julgamento alheio?

Acho que quantas mais vezes formos desafiando esses receios mais livres nos sentiremos. 

Desde pequenos que somos formatados para nos comportarmos de determinada forma, mas quem diz que não podemos usar a nossa criatividade e, de vez em quando, soltar o nosso lado mais selvagem/infantil/livre?

(Imagem aqui)

Pessoalmente, penso que me agarro muito ao comportamento convencionado, mas gosto quando tenho a capacidade de fazer algo fora da caixa e saber aproveitar esse momento. Não estou a dizer que o faça frequentemente, mas gosto quando acontece. 

 

E vocês?

Com que frequência dançam onde vos apetecer?

Que atividades fazem fora do comum/convencional?

Já deixaram de fazer determinada coisa por vos estarem a observar?

 

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.