Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

há mar em mim

há mar em mim

O mês de agosto e as suas particularidades e contradições

28.08.18 | C.S.

Agosto entrou na sua última semana e nós com ele. 

Este é um mês onde, desde que sou professora, vivo sentimentos contraditórios. 

Se por um lado é o mês das minhas férias, por outro, é o mês onde, normalmente, não vou a parte alguma, porque casei com uma pessoa para quem é quase impossível ter férias em agosto. Cenário idílico, não é?

Tenho a sorte de viver no Algarve, sim, tenho a praia a menos de 5 minutos de casa. Mas já viram o Algarve em agosto? Ir ao supermercado e não perder lá duas a três horas da nossa vida é uma vitória. 

Este também é o mês em que recebo mais visitas. Ou para ser sincera, é o mês em que eu e o A. temos dificuldade em ter a nossa casa só para nós. E também isto é contraditório. Eu adoro receber a nossa família e amigos, mas ter a casa cheia, (limpar, cozinhar, lavar, repetir...), o mês todo não é, propriamente, as férias com que se sonha, pois não?

Por isso, acabo muitas vezes agosto a precisar de férias. Devia ao menos fazer uma escapadinha, não é? As como posso fazê-la se não sei se ficarei desempregada? Ainda não consegui fazer o dinheiro esticar e não dá para ir esbanjá-lo quando não se sabe se o que o futuro nos reserva é o desemprego. 

Começam a compreender a magia deste mês? 

Eu bem vos disse que é um mês de contrastes. É um mês onde tenho sempre as emoções à flor da pele, é como se estivesse com T.P.M por tempo indeterminado.

 

Mas ficam as boas memórias, os abraços, as gargalhadas, o sol que nos aquece a pele, o mar que nos refresca até à alma, os cheiros, o pôr-do-sol, as estrelas cadentes os gelados...

Fica o que importa. Permanece o que torna a vida mais feliz. 

 

IMG_20180813_102608_444.jpg

 

IMG_20180814_102306_656.jpg

 

 

IMG_20180825_153204_217.jpg

(Imagens que fui tirando ao longo do mês)

 

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/2