Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

21
Jan20

O amor está nos detalhes

C.S.

O tempo voa. Não tarda fará 5 anos que me casei. 5. A mim ainda me parece que foi ontem que fui escolher o vestido. Por outro lado, assim que sou invadida por este pensamento, os meus botões dizem-me imediatamente: A sério? Ontem? Parece que foi há uma eternidade. 

É engraçado o tempo. A noção que temos dele. Brinca connosco, faz de nós gato-sapato. 

A verdade é que comecei a namorar com o meu marido tinha 21 anos, eu, ele tinha 23. Casei aos 28. E agora já vou com 33. Vivemos juntos há 7. 

A nossa vida traduzida em números. Mas não é nos números que reside a fórmula para isto durar. É nos gestos de ternura. Na sensação de namoro que se mantém. É no bilhete que ele me deixa escrito em cima da mesa da cozinha quando sai para trabalhar mais cedo. É no bolo preferido dele, que lhe compro às vezes, para o surpreender. É nos planos de viagem que fazemos em conjunto. É no entrelaçar dos pés, debaixo da manta do sofá, enquanto vemos as nossas séries. É nos jantares que fazemos fora. É nas mensagens que vamos enviando ao longo do dia. É no olharmos um para o outro antes de adormecer. E, às vezes, também é nas discussões, que rapidamente atiramos para trás das costas. 

O amor está todo nos detalhes. No dia a dia a dois. No cuidar. No querer. Querer muito a outra pessoa e querer muito que o casamento dure, porque enquanto quisermos faremos o que for preciso para o alimentar. E como veem, às vezes, tudo o que é preciso é vermo-nos antes de adormecer. 

(imagem aqui)

16
Dez19

O meu Calendário do Advento

C.S.

Espero que nesta tarde de chuva se encontrem com os pés quentinhos. Eu estou a beber um aromático café e a ver a chuva lá fora enquanto vos escrevo. Já despachei as avaliações dos meus alunos e estou pronta para os longos dias de reuniões que se adivinham, mas enquanto isso, hoje tenho a tarde para mim e por isso decidi vir partilhar um pouco do meu tempo também convosco. 

Peço-vos que cliquem no play antes de prosseguirem. Que o que aí vem precisa de banda sonora. 

 

 

Entrámos na última semana antes do Natal e por aqui o entusiasmo é grande, como sempre, ou não fosse eu uma fã confessa desta quadra. E hoje venho-vos falar do meu primeiro Calendário do Advento.

Como vocês sabem, este tipo de calendários consiste numa contagem regressiva até ao Natal e inicia-se no primeiro dia de dezembro. Não pensem que comprei um calendário cheio de chocolates ou maquilhagem, não, é muito melhor que isso. 

O meu adorável mais-que-tudo, não há outra forma de o descrever, decidiu este ano - ele que nunca tem ideias para prendas! - fazer-me um Calendário do Advento. Desde o dia 1 de dezembro que tenho recebido uma prendinha diária, junto à árvore de Natal. 

E adivinhem? Estou a adorar! Parece que todas as manhãs é manhã de Natal. Tenho recebido variadíssimas coisas, desde um postal amoroso, uma ida ao cinema a dois, ou uma escova de dentes, de bambu, passando por livros e terminando em decorações natalícias, tem sido um verdadeiro deleite. Mas mais que isso, tem sido incrível ver a forma como ele todos os dias me tenta surpreender e fazer feliz. Logo ele, que não era fã do Natal. Logo ele, que não se importava de trabalhar nesta quadra. Logo ele, a quem eu carinhosamente chamo Grinch. O meu Grinch. O melhor de todos. 

 

20
Jun19

4 and counting

C.S.

Há 4 anos, por esta hora, deveria estar a colocar os brincos ou o véu. 

Creio que não estava nervosa, mas sim ansiosa. Tínhamos tudo planeado. Tudo pensado ao pormenor. 

Diríamos o sim na presença das pessoas que mais gostamos. 

Foi um dia quente. Cheio de sorrisos, abraços e lágrimas de felicidade. Foi um dia feliz. Imensamente feliz.

20 de junho. Um dia para celebrar sempre. Um dia para comemorar o amor.

 

4  anos - Bodas de flores

IMG_20190619_232947.jpg

 

25
Out18

Sobre o programa da sic (que eu não vi!)

C.S.

É verdade. Vou emitir opinião sem ter visto o programa. Shame on me!

 (Imagem aqui)

Não vi o programa da sic, mas já havia esbarrado, há uns tempos, com a versão australiana, (creio...), na sic mulher. Vi uns 10/15 minutos e percebi que se tratava de um programa onde duas pessoas casavam, vamos dizer de livre vontade, sem se conhecerem. Bonito...

Há quem fale do casamento como um contrato celebrado entre duas pessoas, pois na minha opinião este programa é uma Ode a isso mesmo. Duas pessoas, a troco de dinheiro e exposição, celebram um contrato, tendo por testemunhas todo e qualquer espetador que não tenha nada melhor para fazer num domingo à noite.

Tenho de dizer-vos que, como romântica que sou, acho este programa uma aberração, uma vulgarização do casamento e um total descrédito de algo tão bonito e puro como é o amor. 

Não é só o facto de eu ter assistido a todas as comédias românticas com a Julia Roberts que me levam a abominar que o serviço televisivo dos nossos dias ache por bem reavivar o conceito dos casamentos arranjados, é também a ideia de que este programa será mais um mau exemplo para os jovens, que cada vez dão menos crédito a valores essenciais como o respeito, o companheirismo, a empatia... 

O casamento, (quem diz o casamento, diz união de facto ou o que lhe queiram chamar...), deveria ser um passo ponderado e assente na ideia de que a pessoa que escolhemos para partilhar a nossa vida é a certa, é aquela com quem queremos partilhar as coisas boas, mas também as más. Alguém em quem devemos confiar sem hesitações. A pessoa com quem ansiamos falar após um dia de trabalho esgotante. A pessoa com quem queremos partilhar os nossos sonhos. 

Eu acredito que a paixão à primeira vista existe, mas o amor necessita de trabalho, de conhecimento, de namoro. Este programa salta a fase do namoro e saltar a fase do namoro é saltar uma fase essencial e tão bonita das nossas vidas. O namoro é feito de descoberta e de entrega, porque amar dá trabalho, requer paciência e muito carinho, dedicação e mimo. Já escrevia o Camões:

Tu só, tu, puro Amor, com força crua

Que os corações humanos tanto obriga,

(...)

 

 

 

 

19
Mai18

Prontos para o casamento?

C.S.

Bom dia!

 

"Está um belíssimo sábado para se casar!" - pode ser que seja isto que o príncipe Harry y Megan Markle estão a pensar, enquanto se prepararam para irem ao encontro de um com outro. 

 

Mas como será o vestido da noiva? Esta é sempre a grande dúvida. E hoje em dia há tantas e tão maravilhosas opções...

Irá Megan usar um vestido em estilo princesa? Algo mais fluído? Sem mangas? Estilo sereia?

 

Vou-vos deixar uma galeria com algumas opções de vestidos, (as minhas preferidas!), que andam no mercado e, quem sabe, se alguma futura noiva não se inspira com as escolhas do Há mar em mim...

 

Estilo princesa:

 

 

Estilo corte em A

 

 

Estilo sereia:

 

 

Estilo corte Império:

 

 

Por que estilo optará Megan Markl? Eu vou arriscar no estilo império ou corte em A, não me parece que ela vá aparecer com um vestido em estilo princesa e o estilo sereia é muito sexy, talvez demasiado para o Castelo de Windsor. Veremos...

 

(Todas as imagens foram retiradas dos sites das marcas: Pronoivas, Rosa Clará e Elie Saab)

 

 

 

24
Jun17

Vou só ali...

C.S.

...desligar-me da realidade, já volto.

 (Imagem aqui)

 

Lembram-se que na terça-feira passada, dia 20, vos disse que celebrava o meu 2.º aniversário de casamento?

Nesse dia eu cheguei a casa por volta das 19h e o A. por volta das 21:30h. Já sabíamos que ia ser assim, por isso adiámos as comemorações para este fim de semana.

Estamos algures, perdidos pelo país, a celebrar o amor, o nosso amor. E é tão bom!

Até já!

21
Jun17

A playlist do meu casamento :)

C.S.

Ontem falei-vos aqui do meu casamento. Creio que foi um post que muitos gostaram de ler e hoje lembrei-me de partilhar convosco as músicas que por lá tocaram.

Creio que a música é importantíssima num casamento e que esta deve ser escolhida de acordo com os gostos pessoais dos noivos, pois ajudará a criar um ambiente mais romântico e envolvente, como se quer que seja neste dia.

 

Eu e o A. casámos pela igreja, como tal, a música que assinalou a minha entrada teve de passar pela aprovação do Padre. Elegemos esta:

 

 Na saída da igreja, já depois de casados, a nossa eleição recaiu nesta música, (tínhamos um coro que cantou durante a cerimónia):

 Na chegada à quinta, onde se realizou o copo d'água:

A música que deu início ao copo d'agua e que abrilhantou a nossa entrada (esta é uma música muito especial, marcou o início do nosso namoro, já lá vão 10 anos...):

A "valsa" que escolhemos dançar:

E cortámos o bolo ao som desta:

 

Espero que gostem.

(Assim fico com as músicas todas reunidas no mesmo espaço. Abençoado blog! )

20
Jun17

20 de junho de 2015

C.S.

Não, não me enganei na data. Era mesmo a 2015 que eu gostava de poder voltar hoje, nem que fosse só por um bocadinho.

 

Casei-me a 20 de junho de 2015 e foi um dia perfeito. Se houve algo que não correu como planeado? Houve. E não pensem que a lista é pequena:

1. Tive problemas com os sapatos que mandei fazer, não vieram como pedi, acabei por ter de comprar outros;

2. Um mês antes de me casar parti um dedo do pé, numa porrada certeira na ombreira da porta do quarto;

3. Devido ao ponto anterior, as minhas amigas tiveram de alterar os planos que tinham para a despedida de solteira;

4. Oito dias antes do casamento a minha mãe recebeu a roupa que mandou fazer...cheia de nódoas e tão mal acabada, que nos pareceu surreal. Tivemos de procurar e comprar outra à pressa (mas ela ia linda, não se preocupem, mas foi chato);

5. No dia do casamento o bouquet que me entregaram não tinha nada a ver com o que eu pedi, era muito bonito, mais ou menos nas mesmas cores, mas não era o que pedi;

6. A cabeleireira que me ia pentear atrasou-se (bastante).

 

Mas nada disto me afetou, nada me deixou especialmente nervosa, porque estava segura do que ia fazer, tinha a certeza que o A. desejou aquele momento tanto quanto eu e sabia que tínhamos planeado aquele dia ao pormenor, portanto, não havia mais nada a fazer, apenas desfrutar.

Andei semanas a dizer ao meu pai para não se esquecer, que tínhamos de entrar na igreja e caminhar lentamente, e quando a porta se abriu, a música tocou e eu lavada em lágrimas de alegria só queria correr e foi ele que me fez avançar devagarinho, como manda a etiqueta.

Sensibilizou-me muito ver a nossa família e amigos reunidos, por um dia, para celebrar connosco, o nosso amor, todos no mesmo espaço. E estavam todos genuinamente felizes por partilhar aquele momento connosco, jamais o esquecerei.

Estavam 40ºC e nós nunca perdemos a vontade de sorrir, casámos cedo, às 12:30h, e mesmo assim achamos que o dia passou a correr.

Foi um dia tão emotivo que eu cheguei a rir e a chorar ao mesmo tempo. O A. cantou para mim e eu li-lhe uma carta, a ele e aos nossos convidados, que levou todos às lágrimas, incluindo o nosso músico.

Toda a decoração foi idealizada e realizada por nós e ambos concordamos que os meses de planificação do casamento foram maravilhosos. Imenso para fazer, mas o coração sempre tão cheio. E nós estávamos no Algarve a planear um casamento que aconteceu em Évora. Por isso, podem imaginar as viagens que fizemos...

É tão bom recordar...

Se alguém me perguntasse se vale a pena casar eu responderia imediatamente, sem qualquer hesitação que sim, vale. O casamento é amor e não há nada melhor e mais genuíno que prometer à pessoa que amamos que vamos fazer de tudo para ficar com ela para sempre. E se esse momento puder ser partilhado com as pessoas que nos querem bem, tanto melhor. 

 

Partilho convosco duas fotos, uma do bolo e uma da nossa mesa.

11951531_903105166405033_8514121840120480810_o.jpg

 

11958245_903104949738388_4188191215579441798_o.jpg

 Sim, a nossa decoração era, grande parte, feita em origami. Fizemos mais de 500 passarinhos de papel e reciclámos várias garrafas de diferentes tamanhos e formas, que usámos como jarras.

 

Foi um dia único!

 

A., muito e tanto!  Parabéns a nós!

13
Jun17

Em dia de Santo António, vamos lá falar de casamentos, pois claro!

C.S.

Todos nós sabemos que o Santo António adora uma boa festa, daquelas com finais felizes, juras de amor, mesas fartas e convidados bem vestidos, certo?

Claro que sim! Ou não fosse ele o Santo casamenteiro.

Portanto, hoje apresento-vos aqui algumas inspirações, para que possam ser a convidada mais bem vestida da festa, aquela que a malta, quando for rever as fotografias, diga: "É que ela estava mesmo gira!".

(Imagens aqui)

 

Gostaram das propostas? Digam-me qual seria a vossa eleição.

Deixem-me dizer-vos que o rigoroso critério para a seleção aqui apresentada foi, nada mais, nada menos, que: o meu gosto pessoal.  (Vale o que vale...).

Beijocas

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D