Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

25
Mai17

Conversas à hora de almoço...

C.S.

Ontem, como todos os dias da semana, almoçava em mesa redonda com as pessoas habituais e, a dada altura, uma colega que eu acho que é o oposto de mim e que às vezes mexe com o meu sistema nervoso disse o seguinte:

- Eu adoro visitar cemitérios. É que adoro mesmo a arquitetura dos cemitérios, creio que as sepulturas contam as histórias das pessoas que ali estão.

- Como? O quê? O que é que disseste? - interroguei eu, enquanto lutava para que não me saísse frango pelo nariz.

 

(Imagem aqui)

Não sou a única a achar isto estranho certo? Quando dei por mim já estava a dizer: Não contam nada. O que ali está é uma pedra, escolhida pelos vivos que ficam e paga com as possibilidades que têm, achar que isso conta uma história é um perfeito absurdo, até porque nas lápides ficam escritas frases feitas, normalmente a engrandecer a pessoa que faleceu.

Escusado será dizer que a minha colega amuou e disse: "É a minha opinião.".

Certo. Opiniões não se discutem. Fica lá com a tua...

28
Abr17

E vocês? Já jogaram ao Preço Certo?

C.S.

Ontem, depois do trabalho, tive de passar no Aki para comprar uma nova fechadura para caixa do correio porque, vá-se lá saber porquê, a que eu tinha ficou-me agarrada à chave na última vez que fui espreitar se tinha chegado alguma continha para pagar (é só o que eu recebo, enfim...).

Das cinco caixas existentes apenas uma estava em funcionamento e a fila ia-se acumulando, (parecia aquele jogo em que temos de rebentar as bolinhas coloridas, sempre com as cores correspondentes, e precisamos desesperadamente de uma bolinha amarela, mas só nos calham todas as outras com cores do arco-íris). Quando já estava perto de ser a minha vez, faltando apenas que dois casais efetuassem o pagamento, comecei a prestar atenção ao que se passava e vi e ouvi que a cada artigo registado o primeiro casal ia dizendo: isso são 2,95€, não é? Isso agora anda à volta dos 15,35€, certo? E assim sucessivamente. O rapaz da caixa ia acenando afirmativamente enquanto fazia o seu trabalho de forma paciente. Despachados estes, foi a vez do casal que me separava da porta de saída, que eu desejava muito alcançar, pois estava cansada e queria muito ir para casa.

Adivinhem o que aconteceu? A sério! Juro!

Não é que este casal fez exatamente a mesma coisa?! Com a agravante da conta deles ser bem mais extensa. E o rapaz da caixa olhava para todos os lados em busca de auxilio e nada, lá teve ele que continuar a desempenhar o papel de Fernando Mendes à força. E eu a pensar: querem ver que isto é um especial Preço Certo num Aki do Algarve?! Onde é que eu me vim meter?! Mas não. Eram apenas estes dois casais que gostam certamente de sentir a adrenalina em níveis elevados e decidiram tentar a sua sorte numa louca tarde de compras em produtos de casa de banho e lâmpadas.

(Imagem aqui)

15
Abr17

Sou eu a única a pensar isto?

C.S.

Parece que estamos em agosto. Não, não é que as temperaturas tenham aumentado assim tanto, é que parece que todo o mundo teve a mesma ideia: vir passar a Páscoa ao Algarve.

Hoje demorei 20 minutos até conseguir pagar o pequeno almoço e comprar pão e mais 30 minutos na fila do supermercado, ouvi pessoas a gritar com funcionários dos estabelecimentos onde estive, tal como o fazem nas férias do verão, quando parece que todos veem para o Algarve cheios de direitos e nenhum dever. E ainda não eram 10:30h.

Não me comecem já a acusar de impaciente ou intolerante. Sei bem que o Algarve sobrevive, sobretudo, com receitas que provêm do turismo. Mas também sei que quem cá anda o ano todo, independentemente de ser Algarvio ou não, merece ser bem tratado. E com isto quero dizer que as pessoas têm de saber respeitar quem os está a servir. O respeitinho é muito bonito, é algo que os meus pais me ensinaram desde cedo.

 

(Imagem aqui)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D