Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

02
Ago17

16. Coisinhas que me irritam

C.S.

Enquanto espero para fazer a manicura, vim aqui partilhar convosco mais uma irritação das minhas.

Estou desconfiada que esta é daquelas que irrita muitos seres humanos nesta altura do ano.

 

Verão. Sol. Praia. O som das ondas... Tudo perfeito, não é?

NÃO! E o vento???

E o vento que vos atira areia com a mesma violência que um embate frontal a 110km/h?!

(Imagem aqui)

 

Meus amigos, não vos falo de brisa marinha, não, essa é magnífica e a malta até agradece. Mas quando está aquele vento capaz de levantar areia para mim está tudo estragado.

É motivo para chegar à praia e nem pousar a toalha...

Sim, eu cá digo logo: - Não, isto não é para mim.

(Imagem aqui)

Dou meia volta e vou à minha vida, que eu não estou para sujeitar-me a levar com um guarda sol voador no lombo.

17
Jun17

15. Coisinhas que me irritam

C.S.

Situação: vocês dirigem-se ao vosso carro, já meio atrasados para irem para o sítio onde querem ir, entram e sentam-se, quando se preparam para arrancar reparam que alguém vos deixou um papelinho do Porf. Bonzébu no vidro do carro, prometendo que ele vos pode ajudar a resolver todos os vossos problemas. O que é que fazem???

 

Eu, depois de ficar assim:

(Imagem aqui)

 

Faço isto:

(Imagem aqui)

 

Agradecia muito que deixassem o meu carro em paz, sim? É que isto chateia e faz com que nos atrasemos mais. A sério!

 

Posto isto, já desabafei, por isso já posso ir aproveitar o meu dia.

05
Jun17

14. Coisinhas que me irritam

C.S.

Bom dia! Eu sei, é segunda feira e ainda no post anterior apelei ao amor, ao sorriso, enfim, às coisas belas da vida, mas eu ando aqui com uma irritação atravessada na garganta e de hoje não passa.

Tenho de partilhar isto convosco!

Todos sabemos o que é uma rotunda, certo? Sabemos que é de forma, normalmente, circular, que o trânsito nela se faz no sentindo inverso ao dos ponteiros do relógio e que existe para facilitar a circulação. Concordam?

(Imagem aqui)

 Então alguém me explica o porquê de 99% das rotundas em Portugal terem uma passadeira imediatamente antes da entrada e/ou saída da rotunda? Porquê???

É que se a rotunda serve para ajudar o tráfego automóvel e ciclomotor, as passadeiras colocadas estrategicamente nesses sítios servem para quê? Para atrapalhar, claro está!

Ora uma pessoa quer sair da rotunda rapidamente e prosseguir com a sua marcha, nisto aparece um peão que nos obriga a uma travagem e se quem está atrás de nós não tiver a devida distância de segurança é bem capaz de nos dar um beijinho na parte traseira do carro.

Isto, meus caros, é de uma irresponsabilidade tremenda e eu acho que nos devíamos unir contra este flagelo!

 

O que me dizem?

 

03
Abr17

8. Coisinhas que me irritam

C.S.

Obras na estrada!

Isto é uma irritação, é ao mesmo tempo uma frustração e um desabafo. A estrada que eu percorro todos os dias para ir trabalhar, (da qual já vos falei aqui), está em obras, deixem cá ver como vos digo isto, há anos. Sim, uns dias mais, outros dias menos, mas esta obra, nesta estrada nacional, é um problema crónico.

Tenho a sensação de que estas situações em Portugal se arrastam e se repetem com demasiada frequência. Já me aconteceu estar em Espanha, numa das cidades mais movimentadas, terem que abrir um buraco enorme para reparar qualquer coisa e a obra durou pouco mais de meia dúzia de horas.

Enfim...

São muitos km de para/arranca, muitas horas perdidas e o cansaço a acumular-se.

 

(Imagem aqui)

28
Mar17

7. Coisinhas que me irritam

C.S.

- Bom dia, queria um café e um pastel de nata, por favor.

- Queria, já não quer?

 

Porquê? Porquê? Porquê? Que mal fiz eu para merecer isto?!

Pessoas, o uso do pretérito imperfeito neste tipo de frase demonstra cortesia. É um dos usos que este tempo verbal pode ter e quando o fazemos demonstramos que adquirimos algumas regras básicas, não só da gramática portuguesa, como também de boas maneiras. E não, não venham para cá dizer que é uma tentativa de humor, porque todos sabemos que não tem absolutamente gracinha nenhuma.

21
Mar17

6. Coisinhas que me irritam

C.S.

Já andavam com saudades das minhas irritações? Ou pensavam que isto já me tinha passado? A verdade é que não passou e, volta e meia, lá nasce ou renasce uma irritação em mim. Esta, da qual vos vou falar hoje, já é antiga e não desaparece enquanto as pessoas que praticam tal comportamento não deixarem de o fazer. Sabem o que lhes devia acontecer?

Isto:

(Imagem aqui)

 

Como já vos disse em alguns posts, eu vivo perto, bem pertinho do mar. O mar é algo que eu adoro e que sempre me fascinou e julgo que grande parte da população portuguesa, (eu vou arriscar dizer que mais de 90%), se junta a mim neste gosto, fora as pessoas que não gostam de areia, fora as pessoas que têm medo e/ou não gostam de água, claro está.

Assim sendo, alguém me explica por que raio há gente retardada que atira, deixa, não apanha... o lixo que faz junto ao mar?!

Todos gostam de chegar à praia e ver um areal perfeitinho, certo? Limpo e convidativo. Então porque é que se continuam a ver latas, beatas, fraldas, garrafas das mais variadas espécies, entre tantas outras coisas, no mar, na areia, nas dunas, nas rochas... Porquê? PORQUÊ?

Nunca se deve ser radicalista, mas neste caso eu vou sê-lo e vou afirmar que jamais alguém conseguirá encontrar uma justificação, (atenção que nem digo que tenha de ser boa), para tais comportamentos.

 

(Imagem aqui)

15
Mar17

Preferia não ter ouvido...

C.S.

Cada vez mais, deixem que vos diga, odeio pessoas com pensamentos extremistas.

Ontem, estava eu numa pausa do meu trabalho, tranquila a beber a minha água, quando ouvi algo que quase me fez deitar água pelo nariz.

Numa mesa ao lado estavam três colegas a conversar animadamente, disse-lhes "bom dia", quando passei, e sentei-me na mesa ao lado, não estava a prestar atenção a nada do que diziam, até que um deles diz: "se há raça que eu exterminava, era a raça cigana". Oi? Ouvi bem? Exterminavas? Mas agora és quem? O Hitler? Eis que, não contentes com isto, diz outra que também estava naquela mesa: "eram os ciganos e os alentejanos, não fazem falta". E aí eu petrifiquei. Creio até que, por momentos, o meu cérebro parou. Mas que gente é esta? Supostamente instruída e que apregoa sem qualquer despeito tamanhas alarvidades.

Poderão vocês tentar justificar, como eu tentei, que se calhar ouvi tudo fora de contexto e aquilo até podia ser uma qualquer brincadeira de mau gosto. Contudo, não deixa de ser diarreia verbal, que mais valia apodrecer para todo o sempre naquelas cordas vocais.

Quando é que começámos a ser assim tão intolerantes? Se há coisa que não suporto são aquelas afirmações do tipo: "todos os alentejanos são uns preguiçosos", "os algarvios são todos sovinas", "os nortenhos são todos bimbos", "os espanhóis são todos arrogantes"... Como podem ousar afirmar tal coisa? Por acaso já contactaram com TODOS os alentejanos, algarvios, nortenhos, espanhóis, ciganos, refugiados, romenos, búlgaros, ou raio que os parta?!

Generalizar é cair na perfeita estupidez, é afirmar, sem que seja necessário que realmente o façam, que caminham por esta vida de olhos vendados.

 

 

 

 

11
Mar17

5. Coisinhas que me irritam

C.S.

Ontem, tal como vos havia confidenciado, fui ver um espetáculo de stand up comedy, de Bruno Nogueira. Não, não foi a performance do Bruno que me irritou, pelo contrário, ri bastante, do principio ao fim e se ele tivesse evitado as fáceis piadas sobre gordos ainda tinha gostado mais, porque ele já provou que sabe fazer humor do bom, do inteligente, não precisa de recorrer ao que é mais fácil. Mas é mesmo assim, nesta vida nada é perfeito.

Adiante, nos primeiros minutos do espetáculo recordei-me, ou melhor, recordaram-me de algo que me irrita muito, mas mesmo muito, algo que me deixa o sangue a fervilhar nas veias, imaginem! É uma ação que se prende com o comportamento do público e, diria eu, um grande defeito que muitos portugueses têm.

Eu, que não gosto de me atrasar, (talvez porque não gosto de esperar), nunca me lembro de ter chegado atrasada a um espetáculo, seja teatro, cinema, concerto, stand up, o que for... Em trinta anos ainda nunca cheguei tarde a compromisso deste tipo. E porquê? Primeiro, porque se vou ver aquela atuação, seja ela de que natureza for, é porque me interessa por algum motivo, facto que me leva a respeitar todos os seus intervenientes. Em segundo, porque nunca, mas nunca quero ser aquela pessoa que chega já o espetáculo decorre há dez minutos, está escuro, por isso entra de telemóvel na mão para procurar bem o seu lugar e quando finalmente descobre onde é lá decide pedir desculpas e com licenças e fazer levantar uma fila inteira por causa da sua falta se civismo.

Eu sabia como resolver isto. Imaginam como? Era fechar as portas à hora marcada, no bilhete, para início da atuação. Não entrava mais ninguém. Assunto resolvido, porque quem é acha que chegar atrasado a um evento destes é chique, desengane-se, é só parvo e de mau gosto.

 

09
Mar17

4. Coisinhas que me irritam

C.S.

Vamos lá ver se mais alguém entra neste barco comigo...

 

Uma coisinha que me irrita e que, para além de me colocar os cabelos em pé, é deveras perigosa: indivíduos que andam na rua como se fossem uma divindade. Sim, isso mesmo, leram bem. Não me digam que nunca deram por eles...

 

Passo a explicar. Vão vocês a conduzir calmamente pela vossa cidade, respeitando as regras de trânsito, respeitando a velocidade recomendada e, eis senão quando, uma destas divindades caminhantes decide que tem mesmo, mesmo, mesmo de atravessar a estrada e, devido à sua condição imortal, atira-se para a frente do carro sem mais, nem menos. E nós? Pé no travão, coração aos saltos e praguejar bem alto.

 

Os carros têm pisca para sinalizar as mudanças de direção, certo? Os peões não têm, nem têm que ter. Mas o que deveriam obrigatoriamente que ter era algum cuidado, isto se não querem ser passados a ferro.

 

Atenção! Não me comecem já a atirar pedras, nada tenho contra quem caminha, eu própria gosto de caminhar, o que me irrita são as pessoas que sem qualquer aviso prévio se lançam à estrada. Como eu jamais seria capaz de o fazer, porque prezo bastante a minha vidinha e quero andar por cá mais uns tempos, sou levada a crer que esta gente deve ter algo de divino, daí não temerem a morte.

 

(imagem aqui)

20
Jan17

Alguém me ajuda?

C.S.

Tenho de partilhar convosco algo que me anda a atormentar, pois não encontro nenhuma explicação para esta nova moda. Até há uns tempos atrás o Facebook conhecia dois tipos de pais, os que não querem que os seus filhos apareçam na rede e, por isso mesmo, nunca colocam fotos com eles ou, se o fazem, aparece só uma mãozinha ou um pézito, e depois há aqueles que gostam de mostrar ao mundo como os seus filhos são lindos e, vai daí, toca de encher o face de crianças amorosas. Nada contra nenhum dos casos, os pais tomam as decisões sempre a pensar no melhor para os seus filhos. O que acontece é que ultimamente surgiu um terceiro tipo de pais e são estes que me tiram o sono. Abro o Facebook e lá está uma foto com a seguinte legenda: "eu e a minha princesa linda" . E a princesa linda tem corpo de seis meses e no lugar da cabeça tem um emoji gigante com a língua de fora. Ou a seguinte descrição, também ela muito comum: "digam lá se o meu pequenino não tem o sorriso mais lindo do mundo" . E lá está, uma vez mais, um corpo de um menino de 2 ou 3 anos com um emoji de corações rosa no sítio dos olhos. Alguém me pode explicar este fenómeno para eu puder voltar a visitar o Facebook sem sentir vontade de arrancar todos os cabelos ou atirar com o tablet ao chão? Obrigada :)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D