Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

09
Set19

E só um post rapidinho e egocêntrico antes dos 33

C.S.

Hoje é o último dia em que tenho 32 anos e apercebo-me que, neste momento, estou totalmente em paz com a minha idade e também com aquilo que sou. Que sorte, não é? Sinto-me grata por isso. Sei o caminho que fiz até aqui e estou orgulhosa dele. 

 

Oxalá chegue aos 50 a achar o mesmo.

 

(O que vos direi em seguida é sobre algo que aconteceu nos últimos meses, contudo, quero deixar claro que, quando digo que estou feliz por estar onde estou não me refiro ao que vou descrever a seguir, mas sim à minha existência. )

 

Em abril, como eu vos contei, comecei a fazer dieta. Podia ser mais uma, mas não é, porque esta é a que está a resultar para mim. Muito. Já perdi 16kg. Estou focada. E já percebi que isto é todo um processo. Estou a ser acompanhada por uma pessoa que é extremamente profissional e dedicada e isso dá-nos força e vontade de continuar nos dias mais cinzentos. 

 

Agora estou na fase em que ando a fazer uma espécie de reeducação alimentar e acho que era mesmo disso que eu precisava. Chegar aqui para compreender. Porque temos de saber o que funciona para nós. Uma das minhas frustrações, no que toca a dietas, era que elas funcionavam nos outros, mas não em mim. Nós temos de conhecer o nosso corpo, compreendê-lo e identificar o que ele precisa, saber que o é de facto essencial. 

 

Falando em essencial... Acho que é fulcral, a bem da nossa sanidade mental, aceitar aquilo que somos e compreender o que nunca seremos. Por mais peso que eu perca eu nunca serei o tipo de pessoa a quem se diz "Que magra que está! Olha para aquelas pernas tão magras!". Não. Porque o meu corpo não é assim. Tenho a estrutura óssea larga. E um metabolismo que parece estar a acordar agora. Mas está tudo bem. Estou a perder peso para me sentir bem e ser mais saudável, mas estou em paz com as minhas formas roliças. Eu tenho uma meta. Chegarei lá. Mas essa meta não é ser magra. A minha meta é ser feliz comigo mesma. 

story_1568020197314.jpg

 

Agora deixem-me ir que tenho pouco tempo e muito para fazer. 

 

08
Out18

Vamos lá relembrar...

C.S.

...que todas as segundas-feiras acabam.

...que há muitos bons livros por ler.

...que um mergulho no mar é gratuito. 

...que o café não está em vias de extinção.

...que sempre haverão novas músicas que ficam no ouvido.

...que o verão voltará daqui a uns meses.

...que podemos sempre rever os melhores filmes e também as melhores séries.

...que é muito fácil obter dois dos melhores cheiros do mundo: roupa lavada e um bolo acabado de fazer.

...que o Natal está a chegar.

...que a combinação de chuva+sofá+filme será sempre perfeita.

...que sorrir é sempre o melhor remédio. 

...que...

 

(completem com uma frase à vossa escolha nos comentários e tenham uma ótima semana!)

 

5b8da2b91d59515a9c4e62d2554450f8.jpg

(Imagem aqui)

18
Mai18

Sobre: Sunshine Blogger Award (eu tardo, mas chego...)

C.S.

Sunshine-Blogger-Award.jpg

Andava eu nas minhas ausências quando dei por mim a ser invocada por quatro ilustríssimas meninas aqui do bairro, são elas: a Loulou, a Mimi, a Catarina e a Gorduchita. E para quê? Para dar resposta ao desafio Sunshine Blogger Award.

 

Uma vez que já se passou algum tempo e que seria um aborrecimento para vocês lerem 44 respostas minhas, vou responder a 4 perguntas feitas por cada uma das bloggers mencionadas e, ainda assim, responderei a 16 questões, em vez das habituais 11 que constituem este desafio. 

 

Meninas, muito obrigada por se lembrarem de mim. Peço desculpa por não responder ao desafio exatamente como ele foi concebido, mas foi a solução que arranjei... 

 

(As quatro perguntas da Loulou)

 

O que te motivou a criar o(s) blog(s)?

Já aqui contei a história de como nasceu o Há mar em mim, mas é sempre bom recordar. 

Estávamos no frio janeiro de 2017, (assim parece que foi há imenso tempo, não é? ), e eu andava meio depressiva e muito desmotivada com o meu trabalho, o blog foi um escape que arranjei, uma forma de me distrair e, também, de voltar a fazer algo que gosto muito e que há anos que não fazia: escrever despreocupadamente, pelo simples prazer de escrever.

 

Tens tempo para ler? Gostas de ler? E o que estás a ler neste momento?

Quem gosta de ler tem de arranjar tempo para ler. Eu ultimamente tenho lido bastante e tenho andado a roubar tempo ao blog.  

Ando a ler as Crónicas do Fogo e do Gelo, de George R. R. Martin. Neste preciso momento estou a meio do quarto livro: O Despertar da Magia. Estou a adorar, comecei a ler os livros no final de abril e já vou no quarto, portanto, diria que está a correr bem. 

 

Preferes uma saída com amigos ou um serão com tudo a que se tem direito... mantas, pipocas, batatas fritas...?

Adoro serões com tudo aquilo que se tem direito ou não fosse eu uma amante de filmes e séries. 

 

Se pudesses mudar de profissão, o que escolherias?

Ora aqui está...

Se eu deixasse de ser professora... Acho que gostaria de trabalhar em algo que estivesse relacionado com a escrita... Talvez numa editora ou na redação de um jornal ou revista. 

Também acho que gostaria de ter enveredado pela psicologia. 

 

(As quatro perguntas da Mimi)

 

Preferes ir à praia ou à piscina?

Gosto de ambos, mas o mar é maravilhoso. Lindo e inconstante, temperamental e sedutor. Praia sempre. 

 

Qual é o melhor presente que te podem/poderiam oferecer?

Podem. E espero que registem estas resposta.

Uma viagem para qualquer lugar, não sou esquisita. 


O que preferes: chocolate(s) ou gelado(s)?

Gelagos. 

 

O que é pior para ti: tirar sangue para análises ou ir ao dentista?

Digamos que são duas situações que normalmente são desconfortáveis, mas vou escolher tirar sangue, simplesmente porque é a tarefa que acaba mais depressa. 

 

(As quatro perguntas da Catarina)

 

Qual a viagem que ainda gostarias de fazer?

Há tantas viagens que ainda quero fazer que tenho muitas dificuldades em escolher apenas uma, por isso vou referir quatro: Nova Iorque, México, Islândia e Tailândia (ou Bali ou Vietname)... e podia continuar o resto do dia a enumerar sítios que preenchem os meus sonhos. 

 

O filme que vês vezes sem conta?

Há filmes que eu já vi muitas, muitas vezes... Posso dizer-vos os dois que me vieram logo à memória: A vida é Bela O Casamento do meu melhor Amigo.

 

O que te leva a perder a paciência?

Sem dúvida, injustiça.

 

Qual o teu blog "vício" que lês a toda a hora?!

Um dos blogs que eu mais visito é o blog do João Farinha, porque adoro fotografia, mas ele anda desaparecido e tem-nos privado das suas fotos. 

 

(As quatro perguntas da Gorduchita)

 

O que farias se tivesses a certeza que não serias apanhado/a?

Assaltar um banco não é um gesto muito nobre, certo? 

Assim sendo, acho que me infiltrava nas gravações da 8.ª e última temporada de Game of Thrones e sabia em primeira mão o que vai acontecer. Só por isso... Não pensem que era por causa do Jon Snow... 

 

O que mudarias em ti?

O peso, sem dúvida.

 

Que ações tomas, no dia a dia, para reduzir o teu impacto ecológico?

Não todas as que devia... Mas preocupo-me em poupar água e também eletricidade, faço reciclagem e tento usar produtos amigos do ambiente. 

 

Se tivesses de mudar de país e tivesses escolha, para onde irias?

Adoro Espanha, mudava-me de malas e bagagens para Barcelona, sem dúvida. 

 

 

Agora... Não vou fazer perguntas, porque não vou nomear ninguém. Acho que já toda a gente terá sido nomeada, dado que estou estou a responder a este desafio com algum atraso... Sorry!

 

 

09
Jan18

E o vencedor(a) do desafio...

C.S.

"Uma foto para comemorar um ano de há mar em mim" é...

(Imagem aqui)

 

A Desconhecida!!!

 

com a foto:

 

IMG_20171231_151543.jpg

Parabéns, miúda! 

(Envia-me e-mail com os teus dados para receberes os prémios )

 

Quero agradecer aos restantes participantes: Mula, Happy, Robinson e Maria Araújo. Obrigada por alinharem nesta brincadeira, acreditem que tive dificuldade em escolher a foto vencedora, pois todas tinham algo com significado para mim. 

 

Deixo-vos as fotos dos participantes pela ordem em que são mencionados acima, sendo que a Happy envio-me 3 fotos:

Proposta da Mula.jpg

 

 

IMG_20170312_094606.jpg

 

IMG_20170604_155605.jpg

 

IMG_20170604_198745.jpg

 

HPIM0244.JPG

16489884_OOyoP.jpeg

 

23
Dez17

As minhas respostas ao desafio EndlessXmas

C.S.

A convite da Happy aqui estou eu para responder a este desafio natalício.

- Vamos lá... (digo eu, enquanto olho para a minha árvore de Natal e para o meu presépio para me inspirar...)

20790952_6wCPb.png

 

Qual é o teu filme de Natal favorito?

Queridíssimos leitores aqui do estaminé, creio que respondi a essa pergunta aqui. Ora vão lá espreitar... E desculpem qualquer coisinha, sim? 

Tens tradições de Natal?

Creio que todos temos algumas, não? Para além do facto de o Natal não ser Natal sem a belíssima da árvore, posso dizer-vos que ao nível da doçaria não podem faltar as farófias da minha querida mãe, não há outras iguais. 

Farórias não é doce de Natal?! Para mim é, não quero saber. 

Agora a parte pior... Aquela tradição que envergonha um pouco a minha família, mas que é a mais pura verdade... Nós não conseguimos chegar à meia-noite com as prendas embrulhadas. A coisa processa-se mais ou menos assim: jantamos, com muita alegria, conversa e risos; depois a malta ataca forte e feio nos doces; em seguida jogamos a qualquer coisinha, isto se não nos der para cantar e/ou dançar, mas já estamos com um olho nas prendas; até que alguém diz "as crianças têm que se deitar cedo, se calhar, damos já as prendas dos pequeninos...". E pronto, está dado o mote, todos libertamos o Pai Natal que há em nós. Quando isto acaba, normalmente são umas 23:30h e a malta diverte-se o resto do tempo até que o sono chegue...

Doces de Natal favoritos?

Gosto muito dos sonhos, mas como são fritos nunca fazemos.  Para mim o doce de Natal que mais gosto é o tronco de Natal. 

Vela perfumada favorita de inverno?

Maçã e canela, sem dúvida. E muitas vezes não é só no Natal...

Luvas ou cachecol?

Se fosse para a neve seria tudo isso e em mais que uma camada, como não vou fico-me pelo cachecol. 

Lembranças favoritas de Natal?

Mais uma resposta à qual me antecipei. Mais uma vez peço-vos que tenham muita paciência e que vão aqui, sim? Isto se quiserem descobrir a resposta...

Ficas de pijama ou estás a preparar-te para a manhã de Natal?

Querem que eu seja sincera, não é? É esse o objetivo?

Ok. O que eu gosto mesmo é de ficar de pijama, se não for pijama que seja uma roupa confortável e quentinha. Isto, claro está, se tiver em minha casa. 

A tua música de Natal favorita?

Não estraguem a surpresa...

É que eu ando a revelar as minhas músicas de Natal favoritas ao longo dos dias...até ao dia 25. 

Quem é a pessoa, da tua lista, que é mais difícil para fazer as compras de Natal?

Decididamente as prendas dos homens da minha vida: A. e pai. Os homens são uns esquisitos e só gostam de coisas estranhas ou super caras... 

Podes dar os nome de todas as renas do Pai Natal?

Elas são muitas, certo? E a malta só fala na rena Rudolfo... 

Qual o presente mais estranho que tu já fizeste?

Que fiz? Pois...se fosse eu a fazer qualquer coisa ficaria estranha porque não tenho jeitinho nenhum...

Fazes resoluções de Ano Novo e cumpres essas mesmas resoluções?

Faço, claro, no calor do momento e depois, como 99,9% das pessoas, esqueço-me delas... 

O que está no topo da tua lista de Natal?

Viajar está no topo das minhas prioridades, seja em que lista for (depois da família, dos amigos, da saúde e dessas coisas...). 

A tua árvore é verdadeira ou falsa?

É falsa. Gostava que fosse maior do que é, mas pronto...

Tu compras presentes antecipadamente ou esperas pela última hora?

Esqueçam a última hora, é um stress tremendo... 

Onde tu moras cai neve?

Com muito pena minha, não. No Natal queria mesmo que caísse. E depois passava e voltávamos ao verão...

 

OH, OH, OH... FELIZ NATAL!

 

 

Quem quiser participar, esteja à vontade. Sintam-se todos convidados por mim. 

20
Out17

Desafio - Só mais 1 (Vamos lá ajudar a Mimi)

C.S.

Bom dia! Bom dia!

 

Hoje trago-vos um desafio no qual me voluntariei para participar, isto depois da Mimi ter desabafado que há uns tempos havia criado um desafio, numa outra plataforma de blogs, e o mesmo tinha tido uma morte muito repentina, pois a adesão havia sido fraca.

 

Vamos lá fazer isto acontecer? Ainda por cima a imagem do desafio foi criada por uma das filhas da Mimi.

 

20671435_FdHRU.jpg

 

As regras que a Mimi estabeleceu são:

A. Responder às perguntas da lista, mantendo o nome do(a) autor(a) da pergunta.

B. Acrescentar uma pergunta à lista de perguntas.

C. Nomear um blogue para responder ao desafio.

D. Colocar a imagem oficial do desafio.

E. Identificar (com link) quem vos desafiou.

F. Colocar o link do vosso post num comentário ao post onde se foi desafiado(a).

G. Importante!  Se o blogue nomeado no ponto C não responder ao desafio no prazo de uma semana, nomeia-se outro blog.

 

Em 3, 2, 1...

A. Responder às perguntas da lista, mantendo o nome do(a) autor(a) da pergunta.

1 - Se tivesses que te transformar num objeto útil do dia-a-dia, durante 24 horas, em que objeto te transformarias e porquê? (Mimi)

Esta é fácil responder, pois um dos sítios que mais adoro é a minha caminha.  Assim, escolhia ser a minha almofada e passava 24h num belíssimo e contínuo soninho de beleza.

 

 

B. Acrescentar uma pergunta à lista de perguntas.

2 - Neste preciso momento ofereciam-te 2000€, qual era o teu próximo passo? (C.S)

 

 

C. Nomear um blogue para responder ao desafio.

Vou nomear mais que uma pessoa, porque a Mimi quer ver o seu desafio a circular... A Desconhecida , Happy, Marta e o Trip.

Quanto às outras regras, creio que já as cumpri todas...

Beijinhos e tenham uma ótima sexta-feira!

 

30
Set17

Desafio: "Já fiz / Nunca fiz"

C.S.

20662016_G2CTT.jpg

Estava eu em pleno período de reflexão, a ponderar em quem irei depositar o meu voto amanhã, quando a mami me chama ao SapoBlogs, pedindo-me que participe num desafio giro, giro. E cá estou eu... Para vos dar a conhecer um pouco mais do mar que há em mim.

 

1. Eu nunca fiz um interrail - infelizmente! Eu e uma amiga minha falámos sobre isso durante algum tempo, mas nunca concretizámos essa aventura e é pena, tenho a certeza que teria adorado.

 

2. eu já participei num concurso - estive a pensar... Efetivamente participei na escola num concurso de contos, creio, andava no 7.º ou 8.º anos e não sei em que lugar fiquei, mas ganhei um vale para ir comprar um livro. Já tenho participado em alguns promovidos por marcas, mas não tenho sorte nenhuma. Se quero algum creme, gel de duche ou o que for tenho mesmo de ser eu a comprá-lo.

 

3. eu nunca conheci a pessoa que mais admiro - já fui falar com o Fernando Pessoa de bronze, que passa o tempo sentadinho, mas ele não estava para conversa, por isso não considero que o tenha conhecido.  Esta coisa de admirar... Admiro os meus pais e conheço-os, claro está. Também admiro o A. Depois, pensando em artistas do nosso tempo... Já conheci o António Zambujo e o Miguel Araújo. E já apertei a mão ao atual rei de Espanha, mas na altura ainda era príncipe. E creio que já estou a divagar e que isto já não tem nada a ver com a pergunta...

 

4. eu já caí na rua - sim, na rua e numa aula...foi lindo!

 

5. eu nunca desmaiei - não faço ideia de qual será a sensação e ainda bem!

 

6. eu nunca estive em coma alcoólico – nunca mesmo e não é algo a que ambicione.

 

7. eu já experimentei drogas – o tabaco conta? Odeio o cheio, mas por curiosidade experimentei e nem foi assim há tanto tempo. Ia morrendo!!! Um horror!!! Odeio.

 

8. eu já me vinguei de alguém que me fez mal – quando me pregam sustos de morte (eu assusto-me com tudo!) quero sempre vingança!

 

9. eu já tive um acidente – mandei o carro para a sucata em plena época de Páscoa. Tinha 25 anos. Ia sozinha e choquei com uma árvore. Foi horrível e fiquei com algum medo de conduzir, mas disse a mim mesma que não ia ser vencida pelo medo. Era só o que faltava...

 

10. eu já andei de avião – considero que comecei tarde, mas já fiz alguma viagens e farei todas as que puder.

 

11. eu já bebi demais – só bebo até começar a rir de tudo e de nada. O mundo fica super engraçado para mim.

 

12. eu já confundi uma pessoa com outra – sim, já fiz adeus a uma pessoa que não conhecia, precisamente por isso.

 

13. eu nunca me perdi num país/cidade estrangeira – já aconteceu não saber bem onde estava, mas não me considerei perdida.

 

14. eu nunca tive uma experiência paranormal – quando era miúda delirava com a febre, (às vezes chegava aos 41º), mas não considero que seja uma experiência paranormal.

 

15. eu já roubei – quando tinha oito anos tenho ideia de ter tentado roubar uma coisa para oferecer à minha irmã que tinha dois, mas creio que não fui nada discreta e que a minha mãe me topou logo. Acho que levei um raspanete e bem, claro.

 

16. eu nunca apaguei nada do facebook por ter poucos likes – não ambiciono ser uma estrela do facebook. Aliás, o facebook interessa-me cada vez menos.

 

17. eu nunca traí alguém – e espero que assim se mantenha.

 

18. eu já deixei de falar com alguém que me magoou – já, mas é algo que não me acontece há imenso tempo, felizmente. Creio que a última vez andava na universidade.

 

Respondi com sinceridade a todas as perguntas? Claro que sim, se não o fizesse mais valia estar quieta.

 

Vamos, então, às regras do desafio:

1.º responder a todas as perguntas apenas com "eu já" ou "eu nunca" .

2.º responder à última pergunta com "sim" ou "não".

3.º colocar a imagem oficial do desafio (obrigatório).

4.º referir quem vos passou o desafio.

5.º passar o desafio a pelo menos 4 pessoas (não é de todo cariz obrigatório porque nem toda a gente gosta de nomear, era porém para dar alguma continuidade ao desafio).

 

Se as queridíssimas Happy, Mula, KatMissMimi quiserem participar eu gostaria muito de ler as vossas respostas.

 

15
Set17

Desafio: desarrumações mentais

C.S.

Bom dia! 

Como estão? Ontem não tive tempo de passar por cá, estou a tentar entrar no ritmo, é que isto de uma pessoa estar desempregada num dia e de uma hora para a outra já não estar é bestial, mas cansativo. 

Vou responder a um desafia lançado pela minha querida Happy. Vamos lá ver o que sai daqui... 

 

1 - Se te pagassem 100.000€ para posares na capa de uma revista, a segurar uma garrafa de champanhe numa mão e com alguém ao teu lado a dar-te morangos à boca vestido com o fato-de-banho verde do Borat, preferias que essa pessoa fosse o Manuel Luís Goucha ou o Fernando Mendes?

Não podia mesmo ser o Pedro Teixeira?! 

Bom...visto que a opção de recusar não está em cima da mesa, creio que escolhia o Goucha, gosto mais dos modelitos que ele veste. 

 

2 - Ias num cruzeiro, o teu barco naufragava, só havia dois sobreviventes e ambos davam à costa na mesma ilha deserta, com 4 metros x 4 metros. Teriam que obrigatoriamente conviver um com o outro todas as 24 horas do dia e ajudar-se mutuamente para sobreviver. Escolhias naufragar com o Donald Trump ou com o Kim Jong-un?

Talvez eu tentasse afogar-me... Com estas duas hipóteses. 

Mas vou escolher o Kim, pela simples razão de que me parece mais descontrolado neste momento e, ao ser eu a aturá-lo, tinha o alívio de saber que estava a fazer bem ao mundo. 

 

3 - Estás de olhos vendados numa câmara de tortura a ouvir em loop os mesmos 5 CD's. Não sabes quanto tempo vais lá estar, pode ser 1 dia, pode ser um ano. Que banda sonora escolhias: Quim Barreiros ou Ana Malhoa?

A sério?! 

Mantive a esperança de que pelo menos uma pergunta fosse sã. 

Escolho o Quim, sempre podia despejar uma garrafa de vinho, enquanto o ouvia, e recordar-me dos tempos de universitária, é que ele é presença assídua nas queimas das feitas. 

 

4 - Escolhe, rápido: uma martelada no meio da mão direita ou bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel?

Eu já parti do dedo do pé direito, precisamente por uma batida dessas, um mês antes de casar. Por isso, escolhia a martelada na mão, se fosse eu a dá-la podia controlar a força aplicada. 

 

5 - Última pergunta desta ronda: se fosses eleito presidente de Portugal, e te fosse concedido um génio da lâmpada que só te pudesse realizar um único desejo relativamente às tuas acções políticas, tu optavas por aumentar o salário mínimo para 1100€/mês ou fazer com que nunca mais houvesse um incêndio em Portugal?

Difícil, muito difícil. Acho que escolhia os ordenados. Imaginem a quantidade de famílias que teriam uma vida completamente diferente e imediatamente. 

Os incêndios podem não se dar, há sempre essa hipótese, portanto, aumentava o ordenado e depois trabalhava a sério na prevenção de incêndios. 

 

Acabou? Happy, estas perguntas eram um pouco doentias. 

Boa sexta-feira! 

 

Ah!...não é que tenham de responder...mas adorava ler as respostas do HD, do Papagaio e da Maria

04
Set17

Segunda-feira é um bom dia para falar de...

C.S.

...dieta! Ou melhor...novo estilo de vida.

 

Vamos ao início da questão. Se eu tenho peso para perder? Tenho. Tenho bastante.

Desde que tenho memória que eu sempre tive peso a mais. Na escola sempre fui a gordinha da turma. Se fui alvo de gozo por isso? Mais ou menos.

Acontece que eu, apesar de ter peso a mais, fui brindada com boas proporções, ou seja, o meu peso sempre se distribuiu pelo meu corpo de forma harmoniosa, sempre tive a cintura bem marcada, por exemplo, que é uma mais valia. Sou aquilo a que as pessoas gostam de chamar uma "gorda gira". Já ouvi expressões como: "mas o peso a ti fica-te tão bem". É verdade, acreditem, já me disseram mesmo isto.

Prova de que apesar de tudo não me posso queixar.

 

Se sofri muito por causa desta questão? Mais ou menos. Umas vezes mais... Mas de um modo geral, posso dizer que sempre lidei bem com a questão, com alguns preconceitos, claro, mas aprendi a aceitar o meu corpo.

Um dia um colega de turma, no 7.º ou 8.º ano, disse-me: "Tu és tão bonita. Se fosses magra eras a miúda mais gira da escola.". Acho que fiquei sem resposta. Ou se respondi alguma coisa apaguei da memória. Mas nunca esqueci aquela afirmação. Relembrei-a ao longo do tempo e em ocasiões diversas.

 

Os momentos mais duros eram sempre na hora de comprar roupa, claro. Quem é que não gosta de andar gira? Qual é a miúda que não gostava de poder usar uma saia mais curta ou uns calções?

Também na adolescência tomei consciência, sem saber bem que o estava a fazer, que cada um de nós é um caso único no que toca a questões de peso. Isto porque tive uma colega de turma que era o oposto de mim. A rapariga comia ao pequeno-almoço uma sandes mista e um galão e no intervalo seguinte já estava a comer duas empadas ou um Bolicao. E não engordava uma grama. Foi aí que eu percebi que os nossos corpos deveriam viver em ritmos diferentes. Era o chamado metabolismo.

 

Se tentei emagrecer? Tentei...

A primeira vez que o tentei a sério tinha 17 anos, deixei de comer muita coisa, fui para um ginásio e vi resultados, mas nunca cheguei ao peso que queria. Não aguentei a restrição que me impus e recuperei o peso perdido e mais algum.

Fui tentando aqui e ali. Mas sempre foi muito difícil. E em minha casa sempre se comeu (bastante!) bem.

 

Uma vez ou duas tentei provocar o vómito (a sério, não estou a brincar...), mas não consegui, simplesmente não era coisa para mim. Só consegui uma dor de garganta e ainda bem que assim foi. Se tivesse conseguido não sei onde aquilo poderia ter chegado...

 

Aos 24 anos decidi que tinha de fazer nova tentativa, procurei uma nutricionista e consegui perder uns 12kg. Sentia-me super bem, com energia e cada vez mais confiante. Mas quis o destino, a sorte, o azar...o que lhe quiserem chamar, que eu tivesse um acidente de carro, do qual resultou uma lesão que, não sendo grave, me impossibilitou de frequentar o ginásio mais de um mês. E eu desanimei.

E depois disso tantas outras coisas se deram nessa altura...mudança do Alentejo para o Algarve, viver sozinha, aulas diurnas e noturnas...e quando dei por mim tinha muito mais peso do que quando iniciei a dieta.

 

Voltei a tentar algumas vezes...mas desisti sempre rapidamente. Resignei-me. De certa forma, acho que foi o que aconteceu.

 

Imaginem o que é no primeiro dia em que vão dar aulas, enquanto se dirigem para a sala ouvirem: "qual foi a prof que me calhou? Oh...a gorda.". Ou sentirem que, por melhores que sejam as vossas análises, por mais mais tempo que aguentem sem cair em tentação, quando comem um pastel de nata no bar da escola têm todos os olhos cravados em vocês. Enfim... Não é dramático, longe disso, mas também não é agradável.

 

No início deste ano (2017) um médico falou-me da dieta Pronokal. Investiguei, entusiasmei-me com os resultados e quando fui saber o preço tudo caiu por terra. O raio da dieta custar-me-ia uns 4000€, completamente fora de questão para o meu bolso.

 

E eis que descubro a dieta Paleo. A primeira vez que ouvi falar dela disse: "impossível, não consigo, pois tenho de deixar de comer pão, que é o que eu mais adoro na nossa cultura gastronómica". Passaram-se uns meses e eu fui lendo aqui e aqui e também no Quiosque da Joana (ela tem por lá várias receitas e aborda o conceito). Até que ganhei coragem e decidi atirar-me de cabeça.

Cortei os hidratos de carbono e o açúcar de um dia para o outro. E há duas semanas que não lhes toco. Comecei a caminhar, com o intuito de conseguir começar a iniciar-me na corrida.

E é isto. O Paleo faz sentido, porque efetivamente sinto muito menos fome, parece que o corpo me diz agora muito mais aquilo que precisa e que não precisa.

Vou tentando...apesar de já ter percebido que o meu corpo não está a responder, em termos de resultados visíveis (perda de volume e/ou peso), tão rápido como acontece com outras pessoas, que nos primeiros dias conseguem logo perder alguns (até muitos) kilos.

 

Devagarinho... Vamos lá ver onde consigo chegar. Vou-vos contando.

 (Imagem aqui)

 

Beijocas e boa semana!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D