Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

17
Ago19

Falemos de férias...

C.S.

Agora que a pessoa já sabe que terá trabalho por mais um ano, até já tem vontade para falar/escrever sobre as férias. 

Vou-vos revelar por onde irei andar dentro de uns dias e, assim, aqueles que me seguem no Instagram poderão ir vendo algumas fotos da viagem e, eventualmente, alguns stories também. 

Nos últimos dois anos, as nossas férias de verão foram passadas nas Canárias (aqui e aqui). Por isso, este ano propusémo-nos a afastar-nos de Espanha. Por mais que eu goste do país e que sinta sempre vontade de visitá-lo, este ano decidi dar um tempo. A bem da relação. Certamente que quando voltar será tudo ainda mais intenso. Eu e Espanha, eternas amantes, sem dúvida.

 

Mas para onde ir?

 

Ideias não me faltavam. Mas o dinheiro não abunda. Triste realidade à qual não podemos fugir. E ainda há a questão, que todos bem conhecemos, de agosto ser o pior mês para ir de férias, certo? Eu se tivesse escolha nunca gozava férias em agosto, garanto-vos. Locais lotados, preços elevados e para ir para fora da Europa não chega a ser o melhor mês, longe disso. Um problema de primeiro mundo, é verdade, mas ainda assim bem real. 

 

Posto isto, eis que tivemos uma bela ideia. Na tentativa de fazer umas férias mais económicas e de fugir das multidões de turistas, decidimos, finalmente, seguir o melhor slogan que o turismo de Portugal alguma teve, (data de 1995, sabiam?): Vá para fora cá dentro. E é o que faremos. Andaremos por Seia, Lamego, Viseu, Aveiro, Coimbra e Batalha. Num total de 10 dias queremos ficar a conhecer uma zona de Portugal que ainda é um pouco desconhecida para nós. 

(Imagem aqui)

 

(Imagem aqui)

 

(Imagem aqui)

E é agora que peço a vossa colaboração, quem souber de locais, atividades ou restaurantes imperdíveis nestas zonas, por favor, transmitam-me o vosso conhecimento nos comentários

 

Resta-me dizer-vos que estou cada vez mais entusiasmada com estas férias e que já não vejo a hora de ir. Repararam bem na beleza das fotos que partilho aqui? Uau!

 

Fica a promessa de vos contar tudo no final das férias. 

 

17
Mar18

#2 Locais onde não me importava de passar o fim-de-semana

C.S.

Esta rubrica, que ainda é um bebé aqui no há mar em mim, não tem tido a vida facilitada, isto porque eu não tenho conseguido cumprir com a periodicidade que estipulei. Desculpem-me, sim?

Dadas as circunstâncias evidentes vou definir novas regras. Assim, vou propor-me a lançar esta rubrica às sextas ou sábados e sempre que houver tempo para tal. Concordam? 

 

Hoje vou levar-vos até Unhais da Serra, mais concretamente até ao H2otel. Situado a sudoeste da Serra da Estrela oferece-nos uma paisagem natural deslumbrante, independentemente da altura do ano em que se visite. 

Parece-me ser um sítio idílico para relaxar o corpo e a mente, pois o hotel é especialista em tratamentos de spa: saúde e bem-estar. Uma verdadeira tentação, não? 

 

(Imagens aqui)

 

Deixo-vos aqui a lenda associada a Unhais da Serra (retirada daqui):

Certo dia andando à caça pela Serra da Estrela, um jovem brasonado e rico, perdeu-se no entusiasmo da caçada.
Depois de andar perdido durante muito tempo sentiu-se cansado e com fome.
Nestas condições chegou até perto do local onde hoje está situada “Unhais da Serra”. Aqui encontrou um pastor que o vendo com fome, logo lhe deu leite do seu rebanho, foi à ribeira e com as suas grandes “unhas”, apanhou trutas para o jovem senhor.
O jovem caçador ficou admirado pela facilidade com que o pastor apanhou as trutas com as “unhas”, e chamou ao local “Unhas da Serra” ou “Unhais da Serra”.

 

Ficaram com vontade de visitar? Eu fiquei...

Tenham um ótimo sábado! 

06
Jul17

10. Às quintas viajamos...

C.S.

Bem-vindos ao Há mar em mim!

Preparados para mais uma viagem?

(Imagem aqui)

 

A convidada de hoje tem um blog, cujo lema (chamemos-lhe assim) é bastante positivo: Se a vida te der limões, faz limonada. E creio que o blog da Marta Elle é isso mesmo, um espaço que podemos visitar e encontrar sempre artigos e sugestões que nos deixam bem dispostos. Já conhecem o blog Nota Dissonante? Ótimo! Não conhecem? Façam-no.

Agora deixo-vos com a Marta e a sua viagem "vá para fora cá dentro".

 

Costumo ler atentamente a rubrica da CS Às quintas viajamos, mas fui apanhada de surpresa com o convite porque sou uma pessoa muito caseira, viajo pouco. Além disso, sempre fui uma pessoa reservada, por isso quando viajo não conheço pessoas novas.Não sou obviamente uma pessoa que viaja para destinos exóticos e que tem inúmeras aventuras. Mais facilmente tenho aventuras sem mesmo sair de casa ( as gatas fazem patifarias, eu prego partidas, algum vizinho faz disparates ) .No entanto, gostaria de agradecer o simpático convite.

Se hoje em dia, quase não viajo, quando era criança e adolescente, pelo contrário, viajava bastante.

O meu destino preferido era São Pedro de Moel, uma aldeia perto de Leiria para onde íamos nas férias da Páscoa e no verão.

Gosto de São Pedro de Moel por ser perto do mar, sossegado e, principalmente, devido às suas vivendas construídas nos anos 40/50 do século passado com uma arquitetura muito própria.Creio que pertenciam a donos de fábricas de vidro da Marinha Grande.

São Pedro Moel1[2113].jpg


Quando lá ia em criança, nos anos 70, os jardins estavam cuidados e eram lindíssimos, mas com o decorrer do tempo, passaram a estar entregues ao abandono. A arquitetura invulgar das casas, no entanto, permaneceu.

São Pedro Moel2[2114].jpg

São Pedro De Moel é também ótimo para fugir ao calor do verão porque é mais fresco por estar inserido no pinhal de Leiria.

 

Conhecem São Pedro de Moel? Eu confesso que não conheço, ainda tenho muito Portugal por descobrir. Não é tão bom recordar sítios da nossa infância?

Obrigada, Marta, por estares aqui comigo.

 

Beijocas e boa quinta-feira!

28
Jun17

Um fim de semana para carregar baterias (III)

C.S.

O terceiro e último dia da nossa pequena viagem foi intenso, isto porque tomámos o pequeno almoço em Alcobaça, almoçámos em Óbidos, jantámos em Évora e viemos dormir já ao Algarve. Mas vamos por partes.

O dia não podia ter começado melhor, pois tínhamos massagens agendadas pela manhã, imediatamente a seguir ao pequeno almoço. E após este momento relaxante e o check out no hotel rumámos a Óbidos, já sobre a hora de almoço. A vila estava cheia de turistas e os restaurantes bastante compostos, mas lá encontrámos um por onde petiscar. Tive pena de não ter mais tempo para explorar Óbidos, mas ficou a vontade de voltar e a ideia de que é uma vila de uma beleza muito singular.

P_20170625_131805.jpg

 

P_20170625_132138.jpg

Após a rápida visita a Óbidos dirigimo-nos ao Bacalhôa Buddha Eden, acerca do qual eu tinha uma grande expectativa, pois já muita gente me tinha falado deste espaço. E o que vos posso dizer é que merece a visita, mas não me parece que justifique uma excursão (como tantas que haviam por lá) propositada só a este local. Depois, fiquei com a sensação de que o parque não estaria em todo o seu esplendor, (não faço ideia se isto é verdade ou não), já que existiam locais onde me pareceu que deveria haver água a correr, no entanto, não se verificou e isso deixou-me um gostinho amargo na boca, até porque a entrada no parque é de 4€ por pessoa.

Mas é um jardim muito bonito, com esculturas absolutamente fantásticas.

P_20170625_150849.jpg

 

P_20170625_150936.jpg

 

P_20170625_151712.jpg

 

P_20170625_152137.jpg

 

P_20170625_152419.jpg

Feita a visita ao parque, rumámos a Évora, pois queríamos jantar com a família e, ainda que tenha sido visita de médico, regressámos a casa com o coração cheio.

P_20170625_210553.jpg

 

 

 

27
Jun17

Um fim de semana para carregar baterias (II)

C.S.

Eu nunca tinha estado na Nazaré, mas o A. sim, portanto a maior surpresa seria para mim.

Nazaré dos pescadores, das mulheres com sete saias e agora, também, Nazaré das ondas gigantes e do surf. Pareceu-me uma terra muito autêntica e as características que acabo de mencionar aqui estão bem visíveis por lá.

Neste dia, no sábado passado, das ondas grandes só conseguimos ver um letreiro gigante que anuncia esse fenómeno e se encontra no início do caminho até ao farol. O mar estava calmíssimo, julgo mesmo que seria impossível estar mais calmo, mas havia muita gente a contemplá-lo, interrogando-se, certamente, como é possível que aquela calmaria se possa transformar em algo tão violento e tão belo.

P_20170624_124327.jpg

 

P_20170624_124726.jpg

 

P_20170624_125839.jpg

 

Fizemos a descida no elevador e valeu a pena a experiência, permite-nos contemplar a bonita praia Nazarena, que neste dia se encontrava praticamente deserta. Apesar dos muitos autocarros de excursões que vimos, tanto na Nazaré, como em São Martinho do Porto.

São Martinho do Porto tem uma baía lindíssima. E nada mais há a acrescentar a este facto (ressalve-se que esta é a minha opinião e que vos estou a contar a minha experiência). Pareceu-me um lugar humilde, mas que sabe tirar partido do que tem de melhor, que é mesmo a praia. Posso confessar-vos que fiquei um pouco desiludida, estava à espera de mais. Mas também tenho a perfeita noção de que se tivesse visto aquela baía num belíssimo dia de sol era muito provável que a minha opinião diferisse um pouco.

P_20170624_153841.jpg

 

IMG_20170624_171337_345.jpg

 

Voltámos a Alcobaça à hora do lanche e fomos à procura da afamada pastelaria Alcoa. Bendita decisão! Se passarem em Alcobaça têm mesmo de fazer uma paragem aqui. Tudo tem uma aspeto divino, nós decidimos provar os queijinhos (que são feitos à base de ovo e açúcar) e os cones recheados com doce de ovos, ambos doces premiados. Os cones! Só de pensar... Que maravilha! E depois têm a oportunidade de se deliciarem com esta maravilha na esplanada com vista para o Mosteiro, sim, porque fica mesmo em frente, não há como enganar.

P_20170624_162650.jpg

 

E depois desta bomba de açúcar? Regresso ao hotel e usufruir da piscina interior, que é muito bonita e tem um ambiente relaxante, do banho turco e da sauna. Contudo, como o tempo estava mau para a piscina exterior, (que é maravilhosa e tem uma vista lindíssima), havia mais gente do que eu gostaria, mas nada de grave.

 

(E o fim de semana que eu pensava que vos conseguiria contar em dois posts, ainda irá ter um terceiro e último, porque o último dia, que foi também o de regresso a casa, foi longo e com muitas coisas boas pelo meio, que eu terei de partilhar convosco. Ficará para amanhã. )

 

Beijinhos e boa terça-feira!

26
Jun17

Um fim de semana para carregar baterias (I)

C.S.

Tal como vos confidenciei aqui, no fim de semana eu e o A. fomos para fora. Fora de casa, fora do concelho, fora do distrito, mas dentro de Portugal. As nossas viagens de carro são sempre muito animadas, vocês não imaginam os duetos que fazemos, por sorte, ninguém para além de nós pode ouvi-los.

Deixámos o Algarve a meio da tarde, com destino a Alcobaça, cidade escolhida pela sua situação geográfica e pelo hotel que elegemos - Real Abadia, Congress & Spa Hotel. Este hotel foi uma agradável surpresa, nós ficámos na suite Adão e Eva, que nos surpreendeu pelo conforto, vista e tamanho (37m2). Para além disso, o hotel tem pequenos mimos que surpreendem, (águas luso, máquina de café - com café e descafeinado à disposição, menu de almofadas e kits de higiene muito completos), sobretudo por se tratar de um hotel 4*s. Os funcionários eram muito simpáticos, cordiais e prestáveis.

P_20170623_202725_LL.jpg

 

P_20170623_205056.jpg

 

Chegámos a Alcobaça à hora de jantar, com o sol a pôr-se e após fazermos o check-in e pousar a mala, fomos procurar sítio para jantar. Ainda que fosse noite de S. João, Alcobaça parecia uma cidade deserta, só junto ao Mosteiro havia movimento e foi por essa zona que jantámos, no restaurante Meat Hamburgueria, foi uma agradável surpresa, pois comemos hambúrgueres de qualidade superior a um preço bastante acessível.

P_20170623_205111.jpg

 

P_20170623_222239.jpg

No sábado a meteorologia passou-nos a perna, pois o tempo amanheceu em tons cinza, mas eu e o A. não nos demos por vencidos e ainda formos à piscina exterior do hotel, antes de rumarmos à Nazaré e a São Martinho do Porto.

P_20170624_090533.jpg

 

Amanhã conto-vos como foi o resto da viagem!

Tenham uma ótima semana.

(Ainda nunca vos disse, mas se quiserem passem pelo meu instagram, por lá também podem encontrar fotos dos sítios por onde vou passando. Aqui no blog têm o link direto para lá.)

17
Mai17

Sabem aqueles dias?...

C.S.

Sabem aqueles dias em que a nossa cabeça começa a divagar?

Em que nos apetece muito estar num sítio longe daquele em que estamos?

Aqueles dias em que temos tanto trabalho e por mais que façamos não conseguimos ser verdadeiramente produtivos?

Quando o nosso corpo e a nossa mente só nos dão sinais de querer descanso?

 

Sabem?

 

Às vezes, nesses dias, eu digo:

-hoje apetecia-me fugir para uma ilha deserta;

-hoje era um bom dia para estar no Sudoeste Asiático (C.S., não serão todos?!);

-hoje era um bom dia para estar em Paris ou Nova Iorque;

-hoje deve-se estar bem do outro lado do mundo...

 

Mas hoje não. Hoje era um bom dia para eu estar aqui ou aqui. Hoje e o resto da semana... Eu e o meu A., sem telemóveis, sem internet, apenas com tempo para desfrutar.

areias-do-seixo-galleryquartos_love-01.jpg

 

(Nunca estive em nenhum dos sítios. Sim, tenho vontade de conhecer ambos. É verdade que estou à espera que baixem os preços ou que eu comece a receber mais no final do mês.)

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D