Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

há mar em mim

Sabes lá tu o que é ser eu!

16.01.19 | C.S. | ver comentários (14)
E tu sabes lá!... Sabes lá o que é andar sempre à pressa,  ter a cabeça a prémio só por existir.  Tu sabes lá!... O que é chegar a casa já de noite, não ter tempo para mais nada que não seja subsistir.  E tu sabes lá!... As horas que passo acordado, a (...)

É o tempo que nos faz

12.11.18 | C.S. | ver comentários (13)
O tempo é, para mim, um dos grandes mistérios do universo.  Não é palpável. Muitas vezes não o sentimos e, no entanto, se olharmos com atenção conseguimos vê-lo. Este fim-de-semana que passou vi O Tempo. Vi-O. Vi-o claramente.  Pude observar a forma como ele (...)

A capacidade de dizer: Que se f**a!

21.03.18 | C.S. | ver comentários (32)
Quem me conhece sabe bem que eu não sou rapariga para dizer palavrões. Nunca fui. Acho feio andar por aí a praguejar.  No entanto, como é do conhecimento geral, a idade traz-nos muitas coisas. Algumas más, mas muitas boas. A mim, de entre as coisas boas com que me (...)

O que mais me comove no mundo

20.03.18 | C.S. | ver comentários (22)
O que mais me comove no mundo é o amor. Em todas as suas formas.  Por mais ingénuo e banal que possa ser este pensamento, é genuíno.  O amor não se gasta.  É absolutamente intemporal. Pensem nos romances que sobre ele já se escreveram. Nos filmes que o retrataram.  (...)

Um sentido para a vida

14.03.18 | C.S. | ver comentários (18)
Todos nós, sem exceção, procuramos um sentido para a nossa existência. Uns fazem uma procura deliberada, outros tentam encontrá-la sem saber.  Há quem se resigne. Há quem nunca desista.  E esta busca louca faz-nos viver numa espécie de limbo. Um lugar de ninguém.  Certame (...)

Desvaneios sobre os transportes públicos

21.11.17 | C.S. | ver comentários (28)
Gosto de transportes públicos. Sempre gostei. Tenho pena de não andar mais vezes.  Quanto a mim, regra geral, o nosso país está mal servido de transportes públicos. Sim, porque o país não se resume a Lisboa e Porto. Mas isso são outros quinhentos... Os transportes (...)