Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

08
Jan19

Que pequenos nadas vos fazem felizes?

C.S.

Hoje ouvi na Rádio Comercial, logo pela manhã, que é dia da alegria. Não sei se o é realmente, mas sendo o mês de janeiro um dos meses que, comprovadamente, mais deprime a população, decidi vir partilhar convosco os pequenos GRANDES prazeres que me fazem mais feliz. É uma tentativa de colocar em perspetiva o que nos faz bem. 

 

Cá vão eles (sem uma ordem específica):

- Abraçar (é tão bom um abraço apertado!);

- Beijar;

- Viajar;

- As cumplicidades com a minha sobrinha;

- Uma jantarada com a família e/ou amigos;

- Ouvir uma música de que gosto muito;

- Deitar-me em lençóis lavados;

- Entrar no mar;

- Rir muito;

- Ler um livro;

- Comprar livros;

- Comprar uma peça de roupa ou um par de sapatos ou uma mala;

- Escrever;

- Tirar fotos;

- Ter a casa arrumada;

- Ver filmes/séries;

- Marcar uma viagem;

- Perfumar-me;

- Cheirar o mar.

 

E acho que é isto. E a lista foi mais fácil de fazer do que pensei. 

Não é difícil ser feliz. Temos é de trabalhar na nossa felicidade diariamente.

(Imagem aqui)

 

E a vocês? O que vos traz alegria? 

Experimentem fazer este exercício, é ótimo. Se o fizerem, avisem-me (usem a tag: vamos ser felizes). 

Beijinhos

 

28
Out18

Sabores de outono

C.S.

O outono traz-nos o frio.

E a vontade de ficar em casa a descansar dos dias longos de verão. 

O sal na pele é substituído por tecidos confortáveis. 

Desejamos que os fins-de-semana se prolonguem.

Sentimo-nos letárgicos.

E vêm-nos à memória sabores que pareciam estar esquecidos. 

Queremos a casa quente. 

O corpo quente.

A alma quente.

Acendemos o forno. 

Um cheiro doce inunda-nos.

Cheira a porto seguro. 

A âncora.

Um sítio conhecido onde queremos ficar. 

É domingo. 

Não temos pressa.

Fazemos chá. 

Comemos bolo de maçã.

Enroscamo-nos no sofá. 

E somos felizes. 

F2929DEC-8A7C-43B6-A9B9-570AC7128106.png

 

 

11
Out18

Feliz com algo banal...

C.S.

Chove lá fora. 

O céu está cinzento.

Hoje as temperaturas não devem ir além dos 21 graus. 

E eu sinto-me feliz.

Redondamente feliz.

Feliz por este tempo. 

E feliz, tal não é a redundância, por me aperceber que conservo em mim a capacidade (ou ingenuidade) de me surpreender com as estações. 

Sempre tive dificuldade em dizer qual é a minha preferida. 

Sim, adoro o verão. Adoro o mar no verão. O pé na areia. O biquíni. Os dias grandes. A descontração das férias...

Mas também adoro o outono e a sua nostalgia. Estas manhãs frescas. O regresso às bebidas quentes. As castanhas...

Já o inverno traz consigo o Natal. O brilho. Os sonhos. Os fins-de-semana de manta e filmes. A roupa quentinha...

E depois vem a primavera, que parece sempre um despertar. Traz o verde e as flores. Os dias que se parecem alongar...

Gosto de tudo isto. Apercebo-me.

E sinto-me feliz por ainda me deixar animar por algo tão banal como as estações. 

 

584d848960fb82.31733110chocolat-derretido1.jpg

(Imagem aqui)

10
Set18

32!...

C.S.

Hoje tenho tantas razões para agradecer e sorrir. 

A saúde.

O amor.

A família.

Os amigos.

Os sonhos que realizei.

Os sorrisos partilhados.

As conquistas.

A infância.

As viagens. 

O trabalho.

O mar.

Os livros que li.

Os filmes que vi.

As séries. 

O que fui e o que sou. 

32 anos. 

A minha vida toda. 

Maioritariamente feliz.

Essencialmente feliz.

 

 

0d8991402a56fdc1aea50763c180b77f.jpg

                    (Imagem de Pinterest)

29
Ago18

Rasgos de vida

C.S.

Já deram por vocês a viver um momento e pensarem, naquele exato instante, que é único e irrepetível?

Começam a ter saudades ainda antes de terminar.

Devíamos viver para esses momentos...

O mundo desacelera um pouco.

Estamos numa bolha.

Sentimos.

Cheiramos. 

Não queremos que termine. Nunca. 

Queremos que o tempo pare. Mas ele foge.

Absorvemos tudo. 

Nada importa. 

Há o presente e é tudo quanto baste. 

Sempre. 

A vida plena.

De sabor.

Cor.

Cheiros.

Sentimentos.

A vida repleta.

De alegria.

Risos.

Sol.

Toques.

A vida completa. Num instante. 

Um para sempre fugaz e eterno. 

tumblr_kvnhncMxUT1qaxjh5o1_500_large.jpg

(Imagem aqui)

10
Set17

Ontem e hoje

C.S.

Ontem

O dia de ontem foi uma verdadeira animação cá em casa, uma animação daquelas de limpa, esfrega e arruma. Estão a ver?

Eu e o A. tínhamos a cama do IKEA, (falei-vos do assunto aqui), para montar e estou desconfiada que deve ser uma das mais trabalhosas que eles têm na loja, mas correu bem.

Andei também a tratar das minhas suculentas, a colocá-las em vasos novos e agora estão lindas e maravilhosas.

Por fim, tratar de dar aquela limpeza na casa... Ufa!

 

Hoje

Diz o que calendário que hoje é dia 10 de setembro. Faço anos. 31! E sinto-me bem! Ótima, na verdade!

O ano passado, antes de fazer 30 senti que andava num momento mais nostálgico e introspetivo, este ano já abracei esta nova década e compreendi que os 30's nos trazem muita coisa positiva.

 

Como forma de comemorar decidi partilha 31 factos convosco:

 

1. Vivo no Algarve.

2. Tenho o cabelo encaracolado (muito!) e adoro.

3. Adoro o mar.

4. Gosto de dormir.

5. Adoro ver séries.

6. Barcelona é uma das minhas cidades preferidas.

7. Nasci em setembro.

8. As letras são a minha praia.

9. Amo viajar.

10 Adoro deitar-me em lençóis lavados.

11. Odeio injustiças.

12. Detesto abusos de poder.

13. Não tenho grande confiança nos políticos, em geral, e nos portugueses em particular.

14. Dirty Dancing será sempre um dos meus filmes de eleição.

15. Sou benfiquista.

16. Já parti um dedo do pé.

17. Sempre gostei mais de bares do que discotecas.

18. Gosto de música portuguesa.

19. Adoro a cozinha italiana.

20. Odeio cenas em público.

21. Sou teimosa.

22. Dizem que tenho um sorriso característico

23. Sou casada há 2 anos.

24. Gosto de comprar roupa e sapatos e malas...

25. Adoro viver perto do mar.

26. Já tive uma pneumonia.

27. Gosto muito de azul.

28. Tenho uma irmã e uma sobrinha.

29. Sou otimista.

30. Sou feliz.

31. Espero que os próximos 31 anos sejam igualmente felizes.

 

(Imagem aqui)

01
Jun17

Feliz dia da Criança!

C.S.

 

 

WP_20170411_11_36_59_Pro.jpg

 

Tem os olhos grandes e neles apresenta-nos todo o entusiasmo do mundo.

Dá beijinhos que sabem a gelado de chocolate e abraços bem apertados quando lhe chega a vontade.

Do alto dos seus seis anos já tem mais vocabulário que muitos adultos. Não gosta de injustiças, nem de laranja. Mas adora brilhantes e purpurinas, desenhos animados e dança.

A praia é um dos seus lugares felizes, tal como o parque ou o seu quarto.

Fala pelos cotovelos, tem uma imaginação bastante fértil e os pezinhos sensíveis.

Adora brincar e brinca com qualquer coisa, sobretudo se for de dimensão reduzida.

 

A B. é a criança mais feliz que conheço. Que assim continue durante anos a fio.  

 

(Hoje, dia da criança, a rubrica Às quintas viajamos... vai-nos transportar para a adolescência da nossa convidada. Fiquem por aí...)

 

29
Mai17

Estou quase lá... Mas não sei bem onde.

C.S.

Afinal os 30 também trazem interrogações, indecisões e muitas reflexões.

Estamos mais experientes, sem dúvida, temos mais certezas acerca de tanta coisa, mas existem muitas outras que nos escapam.

Começo a convencer-me de que cada idade tem as suas próprias batalhas e com o recurso a esta palavra não me estou a referi a algo negativo, porque travar batalhas ajuda-nos a crescer, a compreender ou pelo menos a saber por onde não queremos ir.

Os 30 dão-nos algumas certezas e puxam-nos o tapete sobre mil e um outros assuntos. O que é bom, porque se a vida fosse completamente linear com toda a certeza que facilmente nos cansaríamos dela.

Muitas vezes tenho dúvidas, é verdade. Dúvidas sobre tantas questões. Hoje posso pensar de uma forma e amanhã já achar que é um perfeito disparate. Não há qualquer problema. Faz parte do processo evolutivo.

(Imagem aqui)

 

Que tenhamos sempre interrogações. Que tenhamos sempre vontade de procurar respostas. Que tenhamos sempre vontade de nos surpreender. Que tenhamos sempre vontade de seguir em frente. Que tenhamos sempre um motivo. E que tenhamos sempre capacidade para sorrir à vida.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D