Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

24
Out18

A vida (mais ou menos) como é...

C.S.

Somos eternos insatisfeitos.

Bem sabemos...

Queremos sempre o que jamais teremos. 

Complicamos a nossa vida.

Aos 5 só queremos gastar todas as horas do dia a brincar. O tempo nunca é suficiente. 

Quando temos 15 queremos ser adultos, conduzir, experimentar tudo...

Chegam os 20 e tudo nos parece possível, exceto o dinheiro para não ter de depender dos pais.

Aos 30 desejamos poder ter 20 outra vez, repetí-los eternamente.

Nos 40 queremos que tudo esteja estável, mas a vida não é assente em pilares, mas sim em pântanos. Temos de aprender onde pisar. 

Aos 50 sentimos uma juventude fictícia.

Já nos 60 lembramo-nos melhor do que aconteceu aos 15 do que aquilo que jantámos ontem.

Nos 70 queremos acreditar que os filhos e os netos ficarão para sempre bem.

Aos 80 desejamos não ter dores.

Nos 90 existem dois tipos de pessoas: as que desejam chegar aos 100 e as que desejam morrer.

(Imagem aqui)

 

21
Mar18

A capacidade de dizer: Que se f**a!

C.S.

Quem me conhece sabe bem que eu não sou rapariga para dizer palavrões.

Nunca fui. Acho feio andar por aí a praguejar. 

No entanto, como é do conhecimento geral, a idade traz-nos muitas coisas. Algumas más, mas muitas boas.

A mim, de entre as coisas boas com que me agraciou, trouxe-me a capacidade de dizer: Que se f**a!

Não me interpretem mal. Isto não significa que eu agora ando por aí a toda a hora a mandar tudo e todos às urtigas. 

Não...

Significa, isso sim, que me trouxe o discernimento para saber que há coisas pelas quais não vale a pena andar a consumir-me, simplesmente, porque não merecem o esforço. 

Significa que já sou capaz de enfrentar as vozes que na minha cabeça tanto se faziam ouvir dizendo coisas como: 

- vais falhar;

- não vais ser capaz;

- cala-te;

- a tua opinião não interessa;

- ninguém quer saber.

 

Hoje sou capaz de dizer: 

Que se foda!

Se eu falhar o mundo não acaba. 

Se não falhar, pode ser que algo de bom aconteça.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D