Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

31
Jul17

No sábado fui a um concerto :)

C.S.

IMG_20170730_120830_184.jpg

 

Já andava com saudades de assistir a um concerto. Ver ao vivo alguém que admiro. Poder apreciar ao vivo aquelas músicas que tanto gosto. Sentir centenas de pessoas a vivenciar a mesma alegria que eu.

 

O concerto foi de Miguel Araújo. E ele não desiludiu. Nunca desilude. Brinda-nos com as suas magnificas músicas, irrepreensivelmente bem escritas, leva-nos numa viagem por todos os seus trabalhos a solo e ainda vai buscar mais algumas canções que já escreveu para outros brilhantes cantores portugueses.

 

Arrisco a dizer que o Miguel está cada vez melhor em palco, mais confiante e, para que tal aconteça, a sua equipa também terá mérito, pois é notória a cumplicidade que reina por ali e a entrega de todos. Gostei muito de ver atuar a nova guitarrista da banda, Joana, que ainda acompanha o Miguel na voz quando faz falta um toque feminino.

 

Se tiverem oportunidade vão ver um concerto deste senhor, pois irão adorar, dada a qualidade do seu trabalho. No facebook dele podem aceder à sua preenchida agenda. Passem por lá.

25
Jul17

Miguel Araújo – Axl Rose

C.S.

 

Eu sou suspeita. É verdade. Já me confessei fã de Miguel Araújo mais que uma vez, mas não deixem de ouvir esta música, não deixem de assistir a este extraordinário vídeo.

Por aqui compreendemos bem como a música portuguesa vai de boa saúde.

Este vídeo, tal como a letra da música, é uma verdadeira homenagem que o Miguel faz à Cultura Pop dos anos 80 e início dos anos 90.

São tantas as referências que podia ser um verdadeiro desafio decifrar todas elas... Desde filmes de culto a grandes referências musicais, está aqui tudo, não falta mesmo nada, porque o Miguel não é de deixar nada pela metade e ele apura bem os seus trabalhos.

 

Adoro! E vocês?

Boa terça-feira.

28
Jun17

Desculpem, mas vou ter de opinar sobre isto...

C.S.

Ontem, julgo que como a maioria, fui espreitando o concerto solidário. Mudava aqui e ali, sempre que apareciam cantores que me causam comichão nos ouvidos, mas digamos que vi grande parte e vi o final, aquele de que se fala, que teve o Salvador Sobral como protagonista. 

Chamem-me parva, mas tenho de vos confessar que não pude deixar de rir assim que ouvi aquilo. Ri. Não o interpretei como um desrespeito, pareceu-me algo que lhe saiu naturalmente, talvez acusando a pressão de ter ficado para último, numa tentativa de usar a sua música como um hino qualquer à união... Não sei. Mas aquele protagonismo não é, de todo, a cara do Salvador e o resultado foi aquele momento/desabafo desastroso, mas caricato. Consagrando-o mesmo como um anti-herói.

Lembrei-me imediatamente da entrevista que o Salvador deu ao Alta Definição e onde confessou que não se leva muito a sério e que às vezes tem atitudes que nem ele próprio compreende, em momentos, nos concertos, que deveriam ser mais solenes e onde acaba por dizer coisas que deveriam ficar apenas na sua mente. 

Quando apaguei a tv pensei: "Salvador, o que tu foste fazer, amanhã haverá gente a querer crucificar-te.". E não me enganei. Se ele podia ter estado calado? Podia. 

Mas convenhamos que o concerto foi um gesto bonito, que marcou uma união nunca antes vista, que muito dinheiro foi angariado, (parte dele irá para os cofres do estado, pois aos 0,60cent. acrescia o IVA), mas que houve por ali muita coisa forçada, nomeadamente, a tentativa de encaixar todas as letras de músicas cantadas na desgraça que aconteceu; o agradecimento final a Marcelo Rebelo de Sousa, que representa os portugueses, mas que é o chefe máximo do governo que tem tentado descartar-se das culpas; houve celebridades a dançar e a cantarolar para as câmaras, celebrando nem sei bem o quê... Enfim, houve de tudo. 

E querem que vos diga do que gostei mais? Gostei da simplicidade de Miguel Araújo, de Rui Veloso, da chamada de atenção da Luísa Sobral, mas sobretudo, gostei da indignação de Jorge Palma, que estava visivelmente aborrecido, não por ajudar, mas porque todos os anos os incêndios se repetem e quem pode, de facto, fazer algo para evitá-los ao máximo tem andado a assobiar para o ar. Grande Jorge! 

 

 

23
Jun17

Tenho de partilhar esta agradável surpresa convosco :)

C.S.

Olá! Olá!

 

Como estão?

Estamos quase de fim de semana e precisamos de coisinhas agradáveis, que nos distraiam, e não há melhor que recorrer à arte para isso, neste caso, à música, para ser mais precisa.

Por estes dias o A. falou-me de um novo trabalho de João Gil que celebra os seus 40 anos de carreira e que se revelou uma agradável surpresa. Para vos dizer a verdade, estou viciada em algumas músicas, daquelas que todos conhecemos e sabemos de cor, mas que com a nova interpretação ganharam outro fulgor.

Quanto a mim, João Gil não poderia ter celebrado de melhor forma, pois reuniu mas de 30 nomes do panorama nacional e lançou um novo trabalho, composto por 2 cd's de uma enorme qualidade. Desde, Rui Veloso, Jorge Palma , Miguel Araújo, António Zambujo, Luísa Sobral, Márcia, Carlão, Vitorino, Tim, Pedro Abrunhosa, Raquel Tavares, entre tantos outros, estão todos reunidos para celebrar com João Gil e o resultado é um trabalho refrescante, mas que serve para matar saudades.

Se puderem e forem apreciadores, como eu sou, de boa música portuguesa, aconselho-vos a adquirir este trabalho, tenho a certeza de que não se arrependerão. Podem fazê-lo aqui ou noutro sítio qualquer.

1540-1.jpg

(Imagem aqui)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D