Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

há mar em mim

Ajudem-me, estou viciada nesta!

17.01.19 | C.S. | ver comentários (6)
Já ouviram esta nova música do António Zambujo? É linda. Atentai, minha gente! O curioso é que, quando a ouvi com ouvidos de ouvir, disse para o A.: "Esta letra... Esta letra foi escrita pelo Miguel Araújo!" e com uma rápida pesquisa no Google o meu palpite (...)

Sabes lá tu o que é ser eu!

16.01.19 | C.S. | ver comentários (14)
E tu sabes lá!... Sabes lá o que é andar sempre à pressa,  ter a cabeça a prémio só por existir.  Tu sabes lá!... O que é chegar a casa já de noite, não ter tempo para mais nada que não seja subsistir.  E tu sabes lá!... As horas que passo acordado, a (...)

Sonhos matinais

09.10.18 | C.S. | ver comentários (20)
Sinto o frio da manhã.  Sorrio. Tinha saudades dele.  Lá fora já há barulhos sem fim... ...a vizinha que tira o carro da garagem para levar a miúda à escola. ...os passarinhos que cantam na inocência da sua existência. ...uma mota que acelera sabe-se lá para onde... (...)

No meu coração cabe o mar

25.07.18 | C.S. | ver comentários (17)
No meu coração cabe o mar. E no mar cabem as dúvidas e as certezas. Os dias cinzentos e os dias coloridos. Os dias planeados e os espontâneos.  No meu coração cabe o mar. E também a sua força. E jovialidade. E imprevisibilidade. No meu coração cabe o mar. E (...)

Quando as palavras se ausentam

16.01.18 | C.S. | ver comentários (28)
Não me tem apetecido escrever... As palavras têm-me fugido. Têm deixado de ser. Não se materializam. Nem no papel. Nem no ecrã.  As palavras têm ficado por nascer.  Fogem-me e eu não tenho corrido atrás.  Esfumam-se e eu tenho ficado a ver. Na inércia de (...)

...

25.10.17 | C.S. | ver comentários (5)
  Temos um sonho. É por ele que vamos. Acreditamos. Trabalhamos. Batalhamos. Amamos. Caímos. Levantamos. Retomamos. Avançamos. Chegamos. Respiramos. Abraçamos a vida.  Cada dia repetimos. Em busca da simplicidade. De um sorriso. De uma brisa. De um gesto amigo. Conforto. Sil (...)

O mundo doente

27.01.17 | C.S. | comentar
O mundo doente. Demente. Frio, rasgado. O mundo solitário. Temerário. Abandonado, desgastado. O mundo sofre. Em silêncio. Sangra. E eles vão rindo. Vão delirando. Vão gostando. O mundo que já não foge. Que eclode. Vingativo. O mundo que acaba. Não hoje. Primeiro eles. (...)