Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

16
Ago19

Podia ser sempre assim...

C.S.

Hoje, enquanto tomava o meu pequeno-almoço, já algo tardio, ia lendo, como habitualmente, as manchetes do dia e eis que surge uma que dizia:

Ficaram colocados 24 mil professores. Listas nunca saíram tão cedo.

 

Ai ficaram? Pensei eu.

E fiquei ali a pestanejar enquanto tentava raciocinar. E eis que se fez luz. Seria possível que as listas de colocação já tivessem saído? Elas que saem sempre no final de agosto/princípio de setembro?! E lá fui, desconfiada, ao site da DGAE.

E lá estavam elas. 

Sexta-feira. 16 de agosto. Nunca as listas de colocação de professores saíram tão cedo.

Dirão as más línguas que o governo tentou desviar as atenções da greve. Ou que como é ano de eleições procuram sempre ficar bem vistos. 

Independentemente da razão, a verdade é que a manchete não podia estar mais certa. Nunca as listas saíram tão cedo. O que significa que nunca antes os professores, (contratados, entenda-se), tiveram a oportunidade de gozar parte das suas férias com a tranquilidade de saber o seu futuro. Nunca tiveram tanto tempo para procurar casa ou saber em que escola terão de matricular os seus filhos. 

Portanto, mesmo que exista uma razão política obscura para a saída das listas muito mais cedo do que o previsto, a verdade é que ficamos todos a ganhar com isso. É muito mais fácil garantir um arranque de ano letivo tranquilo, sabendo os docentes de antemão onde serão precisos. 

(Imagem aqui)

 

Quanto a mim, fiquei a saber que este ano faço falta pertinho de casa. Ainda bem. 

 

Agora? Agora vou gozar verdadeiramente as minhas férias. 

 

03
Set18

Hoje é dia de recomeçar

C.S.

8f48d83449e51036ad40bd8be4175ef2.jpg

                  (Imagem de Pinterest)

 

Segunda-feira, primeiro dia útil de setembro, um dia para recomeçar. 

Desde quinta-feira passada que sei qual a escola que este ano me calhou em sorte, terei de fazer algumas dezenas de km para chegar lá, mas não é o ano em que estou mais longe de casa, por isso é ótimo.

Tenho trabalho por mais um ano. Um ano cheio de aventuras e novos projetos. Um ano de adaptações e novos conhecimentos.

Um ano novo. Novinho. A estrear. O coração bate sempre mais forte quando iniciamos algo novo. Há um misto de alegria e receio, creio que é essa a composição da expectativa.

Hoje é dia de ir. 

Hoje é dia de recomeçar. 

Wish me luck! 🤞

13
Ago18

O que faz a C.S. numa segunda-feira...

C.S.

...de férias (em casa)? 

 

Vai a lugares longínquos? Tem 1001 planos de atividades? Experimenta 105 novos restaurantes? 

 

Não. Nada disso. Faço muito pouco, na verdade. Sou só uma pseudo-blogger-professora-contratada-falida com uma vida muito aborrecida. Têm de compreender...

 

Vejamos:

 - Acordar sem despertador;

 (Imagem aqui)

- Tomar o pequeno-almoço sem pressa nenhuma;

- Tratar da manicura;

Screenshot_20180813-153840_1.jpg

 (Esta foto está no meu InstaStories, é o resultado do ponto acima e do ponto abaixo )

- Comprar um miminho para manter a pele hidratada (logo vos digo se é bom ou não);

- Ir às compras (um verdadeiro inferno nesta altura do ano no Algarve);

(Imagem aqui)

- Almoçar;

- Arranjar coragem para ligar o pc e vir aqui matar saudades vossas;

 (Imagem aqui)

- Ler um bom bocado;

- Pensar durante uns minutos que a partir de 31 de agosto estarei desempregada;

- Reprimir o pensamento anterior porque não vale a pena gastar tempo com isso, porque afinal estou de férias;

- Tratar da roupa e do jantar;

- Jantar com o A.;

- Séries/filme com o A. 

(Imagem aqui)

 

E é isto. Hoje sem praia. Que ela está aqui tão perto e acessível que posso dar-me ao luxo de não meter lá os pés nos dias em que não me apetece. 

 

E vocês? Contem-me tudo! O que fazem quando estão de férias em casa? 

28
Ago17

Acabaram-se as férias...mas só na teoria...

C.S.

Teoricamente estarei de férias até quinta-feira, dia 31 de agosto. Mas sinto que já não estou a viver o clima de férias. Porquê?

É fácil responder, porque à minha volta, todas as pessoas que preenchem os meus dias já voltaram aos seus trabalhos e às suas rotinas.

E agora vocês devem estar a pensar... "Sorte a tua, C.S., tens mais férias no mês de agosto que todos os outros.".

Eu até concordaria com este pensamento se não soubesse já, (desde sexta-feira), que no dia 1 de setembro o único sítio onde poderei ir apresentar-me é num centro de emprego para requerer o subsídio de desemprego.

Não fiquei colocada...e há muito tempo que isto não me acontecia.

Como se lida com isto?

Não sei bem dizer-vos, pessoalmente, fui apanhada de surpresa e não senti nada de muito intenso, disse a mim própria que ainda irão sair muitas listas e que alguma terá um lugar para mim. Talvez...

"E se não tiver?" - pensei. Se não tiver, que se lixe!

Não há como não sentir alguma injustiça nisto tudo, porque há dois meses atrás estava ligada a uma escola e todos os dias tinha trabalho para fazer, para ontem, que exigia a minha presença e não outra qualquer. Depois mandam-nos de férias e já somos descartáveis. E a forma como tudo se processa é-nos completamente alheia, não há nada que possamos fazer, a não ser esperar e ter sorte.

Isto é de tal forma que, alguém que se apresente numa escola, que tenha as piores turmas, o horário mais complicado que poderia ser feito, não se pode queixar, não se queixa, porque irá certamente ouvir: "Não te queixes, imagina quantos estão desempregados e quereriam estar no teu lugar". Eu sei. Já passei por isto. E nada faz sentido. Muitas vezes agradecemos o facto de nos darem o pior, porque somos professores contratados e somos descartáveis. Não há um professor contratado neste país que não saiba a sua condição e o que ela implica.

Digo-vos que eu lidei e lido bem com a situação. Ou estou a lidar. Imaginem esta minha sorte mas vivida por uma mãe solteira com dois filhos a cargo, dois filhos de 13 e 8 anos, (conheço uma colega minha nesta situação)...e tantas outras. Cada uma entregue à sua sorte. Cada uma à espera que lhe calhe. Cada uma a ter que lidar com a sua sentença.

Bem-vindos ao ano letivo 2017/2018, onde a maioria dos professores estão desempregados.

(Imagem aqui)

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D