Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

25
Jan19

Follow Friday | Maria das Palavras

C.S.

Hoje venho recomendar-vos um blog que, na verdade, já todos vocês devem conhecer. Mas eu tenho visitado mais o blog da Maria e as suas palavras nestes últimos dias, temos trocado até algumas mensagens e acho que ela é uma pessoa incrível. Por isso, sim, apesar de ser um blog que já todos conhecem venho aqui dizer-vos que o recomendo. Vivamente. E em grandes quantidades. 

 

Quando o há mar em mim for grande ele gostava de ser mais como o blog da Maria das Palavras. Giro, divertido, bem escrito e com uma identidade própria. Está lá tudo. 

 

E é isto, gente. É ler para aprender como se faz. 

21
Set17

Deixem-nos em Paz, por favor!

C.S.

Dia da Paz.

Hoje, na minha hora de almoço, percorria o sapo.pt,  para saber as novidades, e deparei-me com uma fotogaleria dedicada aos vários símbolos da paz, precisamente por hoje se assinalar o dia da paz.

Dei por mim a pensar que nos meus 31 anos de vida não me lembro de um momento em que a paz mundial tenha estado tão ameaçada quanto agora. Vivemos num clima de total instabilidade e terror e sentimos que estamos com um pé numa guerra mundial. A terceira.

E pergunto-me: porque quererá o ser humano viver neste limbo ameaçador? O que ganhamos em não viver em paz?

Logicamente de há paz individual, aquela que diz respeito a cada um de nós e se mede de acordo com as nossas vivências, e paz em escala maior, aquela que nos afeta a todos enquanto seres que habitam o mesmo planeta. A falta de uma e de outra é terrível. Coloca-nos expostos e em risco de nos extinguirmos.

Sei que posso estar a passar-vos uma visão muito naïf da questão, posso estar a ignorar que as guerras geram receitas e há sempre quem lucre com elas e tenha interesse em mantê-las e incentivá-las. Mas não consigo evitar ter o pensamento simplista de que seríamos todos muito mais felizes se aprendêssemos a viver com as nossas diferenças e preservássemos a paz geral. Contudo, é com mágoa que vos digo que cada vez mais isto me parece uma utopia.

Vivemos num campo minado e a qualquer hora podemos pisar um pedaço de terra proibitivo. É esta a sensação que tenho.

Dias há muitos, cada vez mais. Mas a paz é um assunto demasiado sério para não nos preocuparmos com ele.

(Imagem aqui)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos contidos neste blog, regra geral, são da minha autoria e, caso não sejam, serão devidamente identificados. Qualquer reprodução de um texto aqui publicado só poderá ser feita mediante a minha autorização. Para qualquer contacto ou esclarecimento adicional: hamaremmim@gmail.com Obrigada

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D