Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há mar em mim

há mar em mim

As primeiras horas de 2020

17.01.20 | C.S. | comentar
No primeiro dia do ano, a praia estava cheia, apesar do frio. Havia sol também, que servia para disfarçar a loucura de quem insistiu que no primeiro de janeiro havia de tomar o primeiro banho de mar.  Pairava no ar uma sensação de euforia, resquícios da festa que (...)

Agora sim

14.01.20 | C.S. | ver comentários (6)
Tenho tanto para vos contar e tão pouco tempo. O mundo explode à nossa volta. Em tarefas e contratempos. Queria libertar-me das amarras, mas elas teimam em prender-me. Queria poder ter a liberdade para fazer somente o que me apetecer. Sonho infantil.  Ilusão amarga. Cre (...)

Erro

19.11.19 | C.S. | ver comentários (17)
(Imagem aqui)   Com que frequência admito o erro? Como lido com ele?  Como reajo? E como reagem vocês? Como? Já se questionaram? É muito bonita (...)

O Artur

31.01.19 | C.S. | ver comentários (19)
- Hey! Tu aí... Sim, tu. Tu que olhas para o monitor. Não adianta olhares para o lado ou tentares disfarçar. É mesmo contigo que eu quero falar.    O meu nome é Artur. Nunca saberás se este é o meu verdadeiro nome, mas isso agora não interessa nada. O que (...)

A vida.

02.08.18 | C.S. | ver comentários (17)
Romper com as predefinições, Que hoje eu vou por mim. Traço o meu caminho. Faço-me à estrada. Sem medos. Sem arrependimentos. Os olhos postos apenas no que está além. No desconhecido. Um salto assente em determinação, Que hoje eu vou por mim. Não interessa o passado. (...)

A dormência dos dias

05.06.18 | C.S. | ver comentários (9)
Os dias sucedem-se e nós sucedemo-nos com eles. Felizmente. A vida passa e nós procuramos acompanhá-la. Às vezes superá-la. Os dias entorpecem-nos os sentidos, mas há sempre minutos em que conseguimos parar, respirar, apreciar. Ultrapassar a monotonia.  Correndo (...)

O Ricardo e a Rita

23.04.18 | C.S. | ver comentários (12)
Era hoje. O grande dia chegara. Ricardo não queria fazer asneira. Eram sete horas, o sol tinha nascido há pouco. Levava a passada larga e a respiração acelerada. Corria todos os dias 45 minutos, hábito que lhe ficara daqueles meses de dolorosa separação. Tinha (...)

O que mais me comove no mundo

20.03.18 | C.S. | ver comentários (22)
O que mais me comove no mundo é o amor. Em todas as suas formas.  Por mais ingénuo e banal que possa ser este pensamento, é genuíno.  O amor não se gasta.  É absolutamente intemporal. Pensem nos romances que sobre ele já se escreveram. Nos filmes que o retrataram.  (...)

Um sentido para a vida

14.03.18 | C.S. | ver comentários (18)
Todos nós, sem exceção, procuramos um sentido para a nossa existência. Uns fazem uma procura deliberada, outros tentam encontrá-la sem saber.  Há quem se resigne. Há quem nunca desista.  E esta busca louca faz-nos viver numa espécie de limbo. Um lugar de ninguém.  Certame (...)

A Inês

22.02.18 | C.S. | ver comentários (12)
Conduzia sem rumo há mais de uma hora. A raiva, o desespero e uma tristeza profunda tinham tomado conta de si nos primeiros quarenta minutos. Os olhos ardiam-lhe devido às lágrimas que havia derramado.  Passavam das 19h. Agora senti-se vazia, como se tivesse ficado oca (...)